segunda-feira, 2 de agosto de 2021

URGENTE: TSE reage e abre inquérito contra Bolsonaro por ameaças às eleições

 


 Carta Capital - O pedido de abertura, que partiu do corregedor-geral Eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão, foi aprovado por unanimidade


O Tribunal Superior Eleitoral aprovou por unanimidade, na noite desta segunda-feira 2, a instauração de um inquérito administrativo contra o presidente Jair Bolsonaro.



A decisão da Corte foi motivada pelas ataques de Bolsonaro à realização das eleições de 2022 e pelas acusações – sem quaisquer evidências – de fraude no sistema eleitoral brasileiro. O pedido menciona “relatos e declarações sem comprovação de fraudes no sistema eletrônico de votação com potenciais ataques à democracia”.

O responsável pelo pedido de abertura do inquérito administrativo é o corregedor-geral Eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão.




“Ampliando-se seu escopo para apurar fatos que possam configurar abuso do poder econômico e político, uso indevido dos meios de comunicação, corrupção, fraude, condutas vedadas a agentes públicos e propaganda extemporânea relativamente aos ataques contra o sistema eletrônico de votação e a legitimidade das eleições de 2022”, diz trecho do pedido.

“O inquérito compreenderá ampla dilação probatória, promovendo-se medidas cautelares para colheita de provas, com oitivas de pessoas e autoridades, juntada de documentos, realização de perícias e outras providências que se fizerem necessárias para a adequada elucidação dos fatos”, diz ainda o texto avalizado pelos ministros do TSE.

0 comentários:

Postar um comentário