GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

terça-feira, 28 de junho de 2022

Partido de Bolsonaro quer convencer que ele apoia mulheres. Não vai colar.

 


 UOL - No fim de semana, a hashtag "Bolsonaro odeia as mulheres" chegou entre os assuntos mais comentados do Twitter. O principal motivo foi um vídeo do presidente na "Marcha para Jesus'' em Balneário Camboriú, Santa Catarina. Na cena, é possível ver Bolsonaro dizendo para a vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Cristina Reinehr, do PL, partido do presidente: "fica para trás, meu Deus do céu!", rispidamente, enquanto caminha de mãos dadas com dois homens. A vice-governadora negou que o presidente tenha sido grosso com ela. Mas, bem, ele é seu aliado político. E a fama (com motivos) de Bolsonaro como "odiador" de mulheres não é novidade. 




Leia mais no UOL

Elo de Milton Ribeiro com pastores ignora investigação e falta a 4 depoimentos


  Folha de S Paulo -  Odimar Barreto tem relações familiares com ex-ministro e foi designado na pasta para lidar com pastores




Um ex-assessor especial de Milton Ribeiro, amigo e braço direito do ex-ministro da Educação, faltou a quatro convocações da CGU (Controladoria-Geral da União) no âmbito da investigação sobre o balcão de negócios que operava no ministério.


Odimar Barreto dos Santos era importante elo de Ribeiro com os pastores que negociavam verbas federais para prefeituras mesmo sem cargos no governo de Jair Bolsonaro.


Servidores do MEC confirmaram à CGU que o próprio Milton Ribeiro designou Odimar para atender os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos e que ele se reunia com Arilton frequentemente na pasta.





Ele ainda fora designado pelo ministro a trabalhar em dupla com Luciano de Freitas Musse. O também ex-assessor do MEC fazia parte da comitiva dos pastores antes de ser nomeado —Musse recebeu R$ 20 mil de um empresário nas tratativas para realização de um evento com Ribeiro no interior paulista.





Leia mais na Folha de S Paulo


Ex-ministros de Bolsonaro inauguraram obra inacabada em Goiânia


  Metrópoles -  Praça poliesportiva foi inaugurada em agosto do ano passado. Meses após o evento, obras não foram finalizadas, e espaço é alvo de vandalismo





Os ex-ministros Gilson Machado (Turismo) e João Roma (Cidadania) participaram da inauguração de uma praça poliesportiva em Goiânia cujas obras sequer foram finalizadas, nem mesmo cinco meses após o evento.





A inauguração da Praça dos Esportes e da Cultura no bairro Buena Vista IV ocorreu em 20 de agosto do ano passado, e mobilizou até mesmo um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Hoje, o espaço, além de não oferecer os serviços prometidos, é alvo de ações de furto e vandalismo, segundo a comunidade local.






Também participaram da inauguração os ex-secretários Mario Frias (Cultura) e André Porciuncula (Incentivo e Fomento à Cultura).




Todos os quatro – Gilson Machado, João Roma, Mario Frias e André Porciuncula – deixaram o governo federal para disputar as eleições de 2022.





A construção do espaço foi iniciada em dezembro de 2013. O termo de compromisso previa o repasse de R$ 3,5 milhões do governo federal. Quase 10 anos depois, contudo, a obra segue “inconclusa, paralisada e deteriorada”, apontou relatório de auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU).


A obra foi inspecionada pela CGU em janeiro deste ano, e o relatório publicado na última quarta-feira (22/6).


“Verificou-se que o empreendimento não foi entregue à população e que não houve a implantação dos serviços que estavam previstos para funcionar no bloco 1, como telecentro, auditório, biblioteca e unidade do Centro de Referência em Assistência Social (Cras). Em suma, o Termo de Compromisso não cumpriu o seu objetivo”, diz a CGU.





“A fachada dessa edificação é constituída por esquadrias metálicas e vidro, não havendo obstáculo físico a vandalismos e furtos. Da forma como foi concebida, depende de vigilância constante para que seja preservada. Nesse aspecto, as vistorias realizadas pela CGU permitiram constatar que o bloco 1 das duas PEC sofreram ações de vandalismo e furto”, prossegue.



Leia mais na Metrópoles






Paulo Guedes retoma entrega de refinarias da Petrobrás para manter o Brasil dependente na área de energia


 O Globo Enquanto o governo tenta enganar a sociedade com controle de preços, anuncia venda de refinarias que poderiam garantir a soberania energética do Brasil






A tentativa do governo Bolsonaro de controlar os preços dos combustíveis antes das eleições é puro jogo de cena. Isso porque, ontem mesmo, no dia em que o conselho da Petrobrás aprovou o nome de seu novo presidente, o ministro Paulo Guedes anunciou a venda de refinarias que representam metade da capacidade brasileira. 





"No dia em que o Conselho de Administração da Petrobras aprovou o nome de Caio Paes de Andrade para comandar a companhia, a estatal reiniciou nesta segunda-feira os processos de venda da Refinaria Abreu e Lima (Rnest), em Pernambuco, Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná, e Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), no Rio Grande do Sul, bem como os ativos logísticos integrados a essas refinarias. O processo de venda dessas unidades estava parado desde o ano passado após o baixo interesse das empresas pelos ativos. O plano de desinvestimento em refino da Petrobras representa, aproximadamente, 50% da capacidade de refino nacional, totalizando 1,1 milhão de barris por dia de petróleo processado", informa o jornalista Bruno Rosa, do Globo.






No tweet abaixo, o economista Uallace Moreira explica o significado da entrega das refinarias:





Querem mais? Guedes/Bolsonaro entregam... Mesmo com a crise mundial mostrando a importância das refinarias, Guedes/Bolsonaro colocam a vendam mais 3 refinarias.. Vão destruir tudo antes do governo terminar.. O objetigo é manter a depedencia do Brasil.