GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

Mostrando postagens com marcador Entretenimento. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Entretenimento. Mostrar todas as postagens

domingo, 18 de agosto de 2019

VÍDEO - Quadro do Fantástico volta a constranger e humilhar Bolsonaro

A que ponto o presidente da república rebaixou o Brasil. Fantástico libera o cocô de Bolsonaro: “a merda veio depois”no quadro Isso a Globo não Mostra. 


Assista ao vídeo:

Fonte: Folha Impacto

sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Bolsonaro é ridicularizado na TV alemã

Em horário nobre, programa humorístico da principal rede de televisão pública da Alemanha satiriza o governo brasileiro, criticando suas políticas ambientais e agrícolas e o crescente desmatamento na Amazônia.

Borat, bobo da corte e protagonista do clássico de terror Massacre da serra elétrica – essas foram algumas das associações feitas ao presidente Jair Bolsonaro pelo programa humorístico alemão Extra 3, transmitido na noite de quinta-feira (15/08).
Atração de horário nobre da ARD, principal rede de televisão pública alemã, o programa satirizou por quase cinco minutos o governo do presidente brasileiro, criticando principalmente sua política ambiental e o desmatamento na Amazônia.
"Um sujeito que não pensa nem um pouco sobre sustentabilidade e emissão de CO2 é o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o 'Trump do samba'. Mas alguns dizem também 'o boçal de Ipanema'", afirma o apresentador Christian Ehring, em frente a uma fotomontagem de Bolsonaro vestindo a sunga do personagem Borat, criado pelo humorista britânico Sacha Baron Cohen.


Bolsonaro é ridicularizado na TV alemã

BRASIL | 



Presidente brasileiro é o "bufão do agronegócio", segundo humorístico

Em horário nobre, programa humorístico da principal rede de televisão pública da Alemanha satiriza o governo brasileiro, criticando suas políticas ambientais e agrícolas e o crescente desmatamento na Amazônia.

Borat, bobo da corte e protagonista do clássico de terror Massacre da serra elétrica – essas foram algumas das associações feitas ao presidente Jair Bolsonaro pelo programa humorístico alemão Extra 3, transmitido na noite de quinta-feira (15/08).
Atração de horário nobre da ARD, principal rede de televisão pública alemã, o programa satirizou por quase cinco minutos o governo do presidente brasileiro, criticando principalmente sua política ambiental e o desmatamento na Amazônia.
"Um sujeito que não pensa nem um pouco sobre sustentabilidade e emissão de CO2 é o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o 'Trump do samba'. Mas alguns dizem também 'o boçal de Ipanema'", afirma o apresentador Christian Ehring, em frente a uma fotomontagem de Bolsonaro vestindo a sunga do personagem Borat, criado pelo humorista britânico Sacha Baron Cohen.
"Bolsonaro deixa a floresta tropical ser destruída para que gado possa pastar e para que possa ser plantada soja para produzir ração para o gado", continua Ehring, após mencionar os mais recentes dados sobre desmatamento no Brasil e diante de outra montagem, dessa vez mostrando Bolsonaro com uma serra elétrica nas mãos.
"Desde a posse do presidente Jair Bolsonaro, o desmatamento cresceu significativamente e pode continuar aumentando a longo prazo", diz uma voz em off, após aparecer uma foto do líder brasileiro como um "bobo da corte do agronegócio", segurando uma garrafa de pesticida.
O apresentador destaca ainda que o presidente "não se importa nem um pouco" com a suspensão de verbas para projetos ambientais anunciada pelo Ministério do Meio Ambiente alemão no fim de semana. "Pegue essa grana e refloreste a Alemanha, tá ok? Lá tá precisando muito mais do que aqui", afirmou Bolsonaro ao reagir com desprezo ao congelamento dos repasses.
Ehring também fala sobre o acordo comercial negociado entre a União Europeia e o Mercosul, chamando o pacto de um "romance destrutivo". Atrás dele aparece uma fotomontagem retratando o presidente e a chanceler federal alemã, Angela Merkel, como uma dançarina sentada em seus braços.
"Bolsonaro ainda demitiu o chefe do próprio instituto que registrou o desmatamento na floresta tropical", ressalta o comediante, referindo-se à demissão de Ricardo Galvão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). "E também nomeou a principal lobista da indústria agropecuária como ministra da Agricultura", complementa.
Em seguida, ele apresenta um videoclipe da chamada Bolsonaro-Song, uma paródia da música Copacabana, sucesso nos anos 70 na voz do americano Barry Manilow. O vídeo intercala cenas de Bolsonaro com imagens de cortes de árvores e queimadas na Amazônia, além de atividade agrícola e pecuária.


"O massacre da serra elétrica": sátira associa líder brasileiro a filme de terror
Humorístico conhecido principalmente pela sátira política, o programa Extra 3 tem como alvos principais os dirigentes alemães. Mas líderes internacionais como o americano Donald Trump, o norte-coreano Kim Jong-un, o britânico Boris Johnson e o russo Vladimir Putin também são personagens recorrentes do programa.
Nem sempre a brincadeira é levada na esportiva pelos estadistas. Um dos mais recentes debates provocados pelo Extra 3 foi uma paródia musical com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, veiculada em março de 2016. O caso gerou um desconforto diplomático entre Berlim e Ancara, e o Ministério do Exterior turco chegou a convocar o embaixador alemão no país para explicações.
A controvérsia chegou ao ápice poucas semanas depois, com uma sátira a Erdogan apresentada em outro programa televisivo, dessa vez pelo humorista Jan Böhmermann. O imbróglio foi parar na Justiça e acabou ganhando as capas dos jornais como o "caso Böhmermann".

Fonte: DW

sábado, 3 de agosto de 2019

Ministro de Bolsonaro diz que aquecimento global não existe porque foi à Itália em maio e estava frio

Ernesto Araújo deixou colegas do Itamaraty desconfortáveis ontem, durante uma reunião com os diplomatas da Secretaria de Assuntos de Soberania Nacional e Cidadania, ao negar a existência do aquecimento global e usar um exemplo pessoal para provar o seu ponto.



Após um diplomata responsável pelo Departamento de Meio Ambiente do Itamaraty expor um relatório sobre o tema, disse Araújo, para uma reunião de cerca de 60 pessoas:

“Não acredito em aquecimento global. Vejam que fui a Roma em maio e estava tendo uma onda de frio enorme. Isso mostra como as teorias do aquecimento global estão erradas”, contou, para espanto geral.



E emendou:

“Isso a mídia não noticia”.

A impressão de Araújo, seja por desconhecimento, seja para tentar impor seu ponto de vista propositalmente com um argumento falso, não tem pé na lógica.

Cientistas explicam que o fato de fazer mais ou menos frio em algum lugar, em determinado momento, não desmente a existência do aquecimento global, que é comprovado a partir de uma média de temperaturas que leva em conta muitas informações, em um cálculo complexo computacional, feito por centenas de cientistas do mundo todo e durante períodos longos. Inclusive, o fato de haver ondas de frio nunca vistas antes é parte do fenômeno, que faz com que temperaturas extremas passem a ocorrer.


Fonte: Blog da Cidadania

terça-feira, 16 de julho de 2019

domingo, 16 de junho de 2019

sexta-feira, 14 de junho de 2019

Carlos Bolsonaro tenta atacar Lula com código morse mas erra ortografia e vira piada

Conhecido por suas frases sem sentido, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro, superou-se nesta quinta-feira (13). Ao tentar atacar o ex--presidente Lula (PT) em mensagens escritas em código morte, Carlos errou os símbolos e a frase ficou, mais uma vez, sem sentido.



O código morse é um sistema que representa letras e números utilizando pontos, traços e espaços, desenvolvido por Samuel Morse em 1835. Em sua conta do Twitter, Carlos Bolsonaro tentou fazer uma piada sobre o ex-presidente, mas colocou espaços desnecessários e usou subtraços em vez de traços, o chamado "underline".


Ele tentou escrever "Lula tá preso babaca", mas esqueceu uma letra A. Além disso, os espaços usados de forma errada inverteram totalmente a ordem da frase, que acabou ficando sem sentido.





Fonte: Brasil 247

sábado, 25 de maio de 2019

Guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho tem dúvidas sobre o formato da Terra

O escritor Olavo de Carvalho, tido como “guru” de Jair Bolsonaro por ser o seu principal conselheiro, revelou nesta sexta-feira (24), pelo Twitter, que ainda tem dúvidas quanto ao formato da Terra.
Auto-denominado filósofo e inimigo declarado da academia, Carvalho postou: “Vivem perguntando minha opinião sobre a Terra Plana. Darei essa opinião quando tiver uma. Por enquanto só tenho perguntas”.



A teoria da Terra plana, assim como o movimento anti-vacina, são fenômenos recentes de pensamentos anti-intelectuais em ascensão no mundo inteiro. No Brasil, a principal corrente anti-academia está dentro do próprio bolsonarismo.

Essa não é a primeira vez que Olavo de Carvalho defende teorias pseudocientíficas. Em 2012, durante o lançamento de um livro, colocou em dúvida o fato de que a Terra gira em torno do Sol.
“No fim do século passado, uma dupla de cientistas, Mitchelson e Morley, disse o seguinte: se de fato a Terra se move ao redor do Sol, então deve haver diferenças na velocidade da luz em vários pontos da Terra conforme as várias estações do ano. E eles mediram isso milhares e milhares de vezes e viram que não mudava nada. Então, das duas, uma. Ou a Terra não se move ou é preciso modificar a física inteira”, disse à época.


Fonte: Revista Fórum

segunda-feira, 20 de maio de 2019

VÍDEO – Quadro do Fantástico, na Globo, critica Bolsonaro e Joice Hasselmann nos protestos

Quadro do Fantástico, na Globo, critica Bolsonaro e Joice Hasselmann nos protestos

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Carlos Bolsonaro veta acesso do pai ao Twitter

Da coluna de Guilherme Amado na Época:


Carlos Bolsonaro não está mais passando para o pai, Jair Bolsonaro, a senha de acesso do presidente ao Twitter dele, Bolsonaro.
É por isso que, há três dias, Bolsonaro não consegue postar nada.
(…)
Carlos está fazendo isso em retaliação ao pai por causa da discussão que os dois tiveram no domingo.


Foi Carlos que postou, no perfil do pai no Youtube, um vídeo de Olavo de Carvalho atacando o vice Hamilton Mourão.


(…)
O clima na família Bolsonaro neste momento é péssimo. Ninguém consegue contato com Carlos e o presidente já cancelou um café da manhã que teria amanhã com jornalistas.
(…)

domingo, 14 de abril de 2019

VÍDEO-SPICE GIRLS E BOLSONARO: Zorra Total humilha Bolsonaro em rede nacional

O programa de humor da rede Globo, Zorra Total, deste sábado (13), pegou pesado com o presidente e expôs os escândalos envolvendo ministros lunáticos do governo, o ex-assessor Fabricio Queiroz e sobre as movimentações suspeitas de dinheiro envolvendo a família Bolsonaro.


Em praticamente todos os quadros do programa constam ironias contra a liberação do porte de armas.

Veja o vídeo aqui






Fonte: Folha Impacto

quarta-feira, 10 de abril de 2019

domingo, 7 de abril de 2019

Bolsonaro é alvo de novos protestos em mais um dia de Lollapalooza

O presidente Jair Bolsonaro foi alvo de protestos em diversos momentos nos shows do Lollapalooza 2019, neste sábado (6), que ocorre no Autódromo de Interlagos em São Paulo.

Além de coros e xingamentos de quem assistia, diversos artistas exibiram mensagens contra ele – especialmente os nacionais.
Uma delas foi Duda Beat. Além de exibir as mensagens “Ele não” e “1964 foi golpe, sim”, ela protestou contra a prisão de Renan da Penha, dj criador do Baile da Gaiola que é acusado de associação com o tráfico.

Ao fim da apresentação de Liniker e o Caramelows, a cantora trans falou sobre a importância da diversidade e da representatividade LGBT.
“Estar a tanto tempo nessa caminhada e ver o que acontece com o Brasil é muito foda. Mas vamos combater o ódio e a intolerância com mensagens de amor”, disse.
O discurso foi seguido da plateia mandando o famoso “ei, Bolsonaro. Vai tomar no… ”

Fonte: Do Yahoo

sábado, 30 de março de 2019

Twitter: Bruna Marquezine compartilha saudades por Lula e Dilma

Mais uma polêmica envolvendo as posições políticas de Bruna Marquezine das redes sociais.
Ela tem se colocado no centro da pancadaria digital ao atacar Jair Bolsonaro. Agora, mais uma polêmica.

Ela curtiu, no Twitter, uma internauta que reclamava do valor do dólar – o que prejudica quem viaja para o Exterior.

“Sdds do meu presidente Lula com dólar 1,50 e minha presidenta Dilma com euro 2,40“, dizia o Twitter.
Foi o suficiente para as milícias digitais entrarem em ação.
Esse é mais um sinal de como Bolsonaro está se desgastando nas redes sociais por causa de celebridades e até sub-celebridades ( vídeo acima).
Monitoramentos realizados pelo Palácio do Planalto já detectaram que o Governo Bolsonaro está perdendo a guerra de comunicação nas redes sociais.
Era ali que Bolsonaro brilhava e fazia sucesso a ponto de virar presidente.
Um sinal mais visível está numa aliança que junta de Bruna Marquezine, Kéfera, Felipe Neto a Bruna Surfistinha.
Ninguém bateu tão forte como Surfistinha: ela disse que podem lhe chamar de puta. Mas nunca de Bolsominion.
Os três receberam muito mais likes do que dislikes em seus comentários.
Até pouco tempo atrás, seriam massacrados.
Depois de cobrar explicações do presidente da República e da família Bolsonaro sobre os escândalos do caso Queiroz, Bruna Marquezine foi atacada por apoiadores de Jair Bolsonaro (PSL) em seu perfil no Instagram.
Bruna publicou o recado nos stories do Instagram. “Presidente Bolsonaro: explique ao mundo as finanças da família”, dizia a mensagem da atriz.
A postagem da atriz foi feita no momento em que o presidente estava em Davos, participando do Fórum Econômico Mundial

“Explica aí teus gastos com nosso dinheiro, com a Lei Rouanet. O povo quer saber”, questionou uma internauta. “Petista de m*. Lixo. Lave a boca para falar do nosso presidente sua vaca”, escreveu outra.

Fonte: Catraca Livre