GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Bolsonaro já pode festejar: aluno mata professor dentro da escola

Apesar da atuação dos socorristas do Samu e dos bombeiros, a vítima não resistiu e morreu no local


Um professor do Colégio Estadual Céu Azul, localizado em Valparaíso (GO), morreu após ser baleado por um aluno dentro da unidade de ensino. O caso aconteceu por volta das 15h desta terça-feira (30/4), no munícipio goiano localizado a 35km de Brasília. O servidor foi identificado como Júlio César Barroso de Sousa, 41 anos, e também atuava na coordenação da instituição. 


A direção da escola confirmou o caso. A Polícia Militar, o Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (Samu) e o Corpo de Bombeiros foram acionados. Apesar da atuação dos socorristas, Júlio não resistiu e morreu ainda no local.
 
De acordo com alunos do colégio que estavam em aula durante o atentado, ao menos três disparos foram efetuados pelo atirador. "Ele era aluno e foi expulso do colégio. Ele chegou a ameaçar o professor antes de matá-lo", contou um estudante, que terá a identidade preservada.

Abalada, uma professora da instituição, que não quis se identificar, acompanhava toda a ação da polícia e dos socorristas. "Eu não tenho coragem de sair daqui agora. Sei que no primeiro horário esse aluno ameaçou uma professora e por isso foi retirado de sala. O professor, que também é coordenador, resolveu expulsar o menino devido à gravidade das ameaças e disse que se ele voltasse, chamaria a polícia. Então ele foi para casa e depois voltou", lamenta a servidora.  
  
Ainda segundo relatos de quem presenciou o momento, o crime ocorreu durante um dos intervalos e, por isso, vários alunos circulavam pelo pátio do colégio, próximo ao local onde o professor foi baleado. "Todo mundo começou a correr e tentar se esconder. Não sabíamos se ele iria atirar em mais alguém. Foi um momento muito tenso e triste", lamentou outra aluna.


Leia mais aqui

Patrocinadores boicotam evento pró-Bolsonaro em New York e cortam patrocínio

A Delta Air Lines e pelo menos uma outra empresa estão cortando os laços com um evento que pretende homenagear o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro .

A Delta (DAL) e a Bain & Company, uma empresa de consultoria de gestão, estavam entre os patrocinadores do evento. Eles anunciaram na terça-feira que não estariam mais envolvidos.



O Financial Times supostamente retirou seu envolvimento também, de acordo com a CNBC. O Times não respondeu a um pedido de comentário da CNN Business


Fonte: Brasil 247

Bolsonaro diz que irá trabalhar para manter Lula na prisão

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira, 30, que irá trabalhar para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva permaneça na prisão até cumprir toda a sentença de 8 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. 


"Pelo perfil dos nossos ministros, ele (Lula) não terá chance, no que depender de nós, não terá chance de conseguir sua liberdade na forma da lei", disse Bolsonaro em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes.


Segundo Bolsonaro, a prisão "deve ser o lugar dos que, no passado, ousaram assaltar o nosso país". "Trabalharemos para que a lei seja cumprida, seja respeitada e que ele cumpra até o último dia da prisão."


Fonte: Brasil 247

Chanceler denuncia apoio do “dirigente neofacista” Jair Bolsonaro à tentativa de golpe na Venezuela

O ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza, denunciou na tarde desta terça-feira (30) o apoio de Jair Bolsonaro (PSL), presidente brasileiro, à tentativa de golpe de Estado promovido pelos líderes oposicionistas Juan Guaidó e Leopoldo López. Na declaração pelo Twitter, Arreaza compartilhou um tuíte de Bolsonaro em apoio ao golpe e chamou o brasileio de neofascita.
“Denunciamos o apoio do dirigente neofascista Jair Bolsonaro na tentativa de golpe de Estado. Apesar de o povo brasileiro e suas instituições apoiarem a paz e a política de boa vizinhança com a Venezuela, este senhor aposta em golpes e na violência”, declarou Arreaza.

Em seu tuíte, Bolsonaro disse que acompanha com atenção a situação na Venezuela e que “o Brasil está ao lado do presidente Juan Guaidó”, referindo-se ao líder oposicionista que se autoproclamou presidente no país.


Universidades ameaçadas de corte por ministro aparecem em ranking do CRWU entre as ‘melhores do planeta’

Ministro de Bolsonaro disse que UnB, UFF e UFBA serão alvo de cortes por terem permitido que ocorressem atos políticos – classificados por ele como “balbúrdia”



As três universidades citadas pelo ministro da Educação de Jair Bolsonaro, Abraham Weintrab, nesta terça-feira (30), que serão alvo de cortes por terem permitido que ocorressem atos políticos – classificados por ele como “balbúrdia” – em seus campi, aparecem no ranking do World University Rankings (CWRU) entre as mil melhores do mundo.
As universidades citadas são: Universidade de Brasília (UnB), da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
Veja o ranking aqui.
De acordo com ele, “Universidades que, em vez de procurar melhorar o desempenho acadêmico, estiverem fazendo balbúrdia, terão verbas reduzidas”, disse Weintrab em reportagem de Renata Agostini, na edição desta terça-feira (30) do jornal O Estado de S.Paulo.
Segundo Weintraub, universidades têm permitido que aconteçam em suas instalações eventos políticos, manifestações partidárias ou festas inadequadas ao ambiente universitário. “A universidade deve estar com sobra de dinheiro para fazer bagunça e evento ridículo”, disse. Ele deu exemplos do que considera bagunça: “Sem-terra dentro do câmpus, gente pelada dentro do câmpus”.

VÍDEO: Um dia antes do golpe de Guaidó, chanceler Ernesto se reuniu com secretário de Trump para falar da Venezuela

Um dia antes do golpe conclamado por Guaidó na Venezuela, o chanceler Ernesto Araújo reuniu-se com Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA.
A coisa atende pelo eufemismo “Operação Liberdade”.
Pompeo é um evangélico linha-dura, favorável a uma intervenção militar contra Maduro, que já chamou o Islã de “ameaça” ao mundo e lamentou uma suposta perseguição promovida aos cristãos no mundo.
“Falamos da necessidade compartilhada de continuar pressionando pela transição democrática na Venezuela, do caráter irreversível da disposição do Brasil, e dos outros países do Grupo Lima, dos Estados Unidos, de trabalhar para isso”, disse Araújo.

Vídeo incorporado

El secretario Pompeo dio la bienvenida al Departamento de Estado al ministro de Relaciones Exteriores de Brasil, Ernesto Araújo. @Itamaraty_ES

607 pessoas estão falando sobre isso

10 milhões de visualizações em 2 dias: Lula, a maior força viral da Internet

por Sérgio Guedes Reis
Tenho dificuldade em pensar em alguma ocasião, pelo menos na última década, na qual tenha havido tamanho esforço da mídia televisiva em silenciar uma agenda. Em tempos de crescente preponderância dos meios virtuais, parece que essa escolha é pouco inteligente.


E os dados mostram que a tentativa foi realmente um esforço vão: em pouco mais de 48 horas, apenas os vídeos da entrevista com Lula feita na última Sexta-feira (completos ou contendo trechos) existentes no Facebook ou no Youtube já ultrapassaram, somados, cerca de 10 milhões de visualizações (e, no momento em que escrevo, 100 mil novas visualizações são registradas por hora). E o que é mais interessante: os vídeos mais vistos são aqueles com a entrevista completa (a qual teve quase 2 horas de atuação). Em geral, um pressuposto para a viralização de vídeos com conteúdo político é que sejam mais curtos, e que contenham “frases de efeito” – que mobilizam as torcidas, à esquerda e à direita. Não é o caso da entrevista: os links mais acessados são justamente os que apontam para o vídeo completo de Lula com os jornalistas Monica Bergamo e Florestan Fernandes Jr. Além disso, é interessante observar que há centenas de repostagens dos vídeos, sendo a imensa maioria feita por cidadãos comuns – muitas publicações sequer alcançam mil visualizações. Em comparação, vídeos de próceres da direita costumam ser viralizados a partir de uma única fonte – algo que facilita a aparição do link da postagem no topo dos mecanismos de busca e torna o patrocínio por clique algo mais rentável. No caso da entrevista de Lula, há um indicativo, portanto, de uma disseminação mais orgânica do conteúdo.

O impacto da entrevista de Lula não pode ser subdimensionado. Só pra se ter uma ideia, o vídeo mais visto de Bolsonaro desde que se tornou candidato foi a sua entrevista ao Roda Viva, em Julho de 2018 (9,1 milhões de visualizações até hoje). Sua primeira aparição após o atentado que sofreu em Juiz de Fora teve 8,1 milhões de visualizações. Desde então, a cada novo registro audiovisual relevante há menos expectadores: 6,3 milhões na live do 1o. turno, 5,8 milhões ao ganhar as eleições, e cerca de 1 milhão a cada live semanal. Comparativamente, há um vídeo de Sergio Moro interrogando o ex-Presidente Lula o qual possui cerca de 18 milhões de visualizações (em um ano e meio). A recente entrevista do atual Ministro da Justiça com Pedro Bial, contudo, não alcançou 2 milhões de visualizações em duas semanas. Imaginem se Lula tivesse sido entrevistado a uma semana das eleições (como era previsto e como lhe era de direito) …



Ficou claro como a direita não conseguiu pautar como interpretar a entrevista de Lula (há 3 vídeos que tentam fazer isso – um do William Waack, um da Jovem Pan e um de um Youtuber, e nenhum passou de 200 mil visualizações até agora). Tenho a impressão de que a entrevista foi realmente um marco histórico na militância virtual de esquerda – a qual, a bem da verdade, teve muito menos capacidade e capilaridade do que a direita raivosa ao longo dos últimos 5 anos. Lula, uma vez mais, mostra que é uma liderança muito superior a seus pares. As pessoas ainda querem ouvi-lo, querem saber o que ele pensa sobre o Brasil de hoje e continuam a se magnetizar com o seu discurso. Detalhe: há poucas figuras famosas, poucas “celebridades de internet” promovendo o vídeo de alguma forma (tais como os tantos influenciadores digitais que assim o fazem com as aparições de Bolsonaro). Não, o contato é em boa medida direto, expressão da curiosidade popular em “reencontrar” Lula. E isso depois de tudo o que lhe aconteceu. A repercussão da entrevista indica como Lula tem imensa força catalisadora, e como tentar ignorá-lo se tornou uma estratégia tola. Conforme a crise política e econômica se agrava no Brasil, a sombra de Lula pairará com ainda mais força sobre o condomínio de forças retrógradas que agora ocupa o poder. Que farão eles? Silenciarão o ex-Presidente?

No caso da imprensa, a opção por esconder agendas perdeu o sentido a partir do momento em que a maioria da população passa a ter acesso à internet. O caminho possível para o mainstream seria tentar controlar a narrativa, interpretando eventos como a entrevista a partir de lentes convenientes. Isso é desafiador no caso do ex-Presidente, na medida em que uma cobertura minimamente convincente do evento implicaria em lhe dar alguma voz. E Lula, de forma geral, dificilmente escorrega – é muito difícil contornar a linguagem eficaz que ele invariavelmente adota. Por outro lado, quanto mais tempo a imprensa ignorar Lula, mais difícil ficará para que controle a narrativa…



Para a esquerda, fica o aprendizado a respeito da força da “marca” Lula. Esse aprendizado deveria significar duas coisas básicas: 1) para quem quer, dentro do campo progressista, contestar a hegemonia do PT, faz pouquíssimo sentido atacar o ex-presidente ou suas ideias centrais – Lula prova toda vez que é força bem maior do que as clivagens ranhetas que observamos entre grupos sectários nas redes sociais; 2) para quem quer que a esquerda, de modo geral, consiga voltar a estar em posição de disputar o país, é muito difícil conceber o desafio sem um Lula ativo. Se é verdade que o ex-Presidente falhou em formar, encontrar ou apoiar sucessores que pudessem efetivamente liderar um projeto sustentado de país, o fato é que seu capital político ainda é grande o bastante pra influenciar os rumos do país por muitos anos a fio. Não há ninguém, em todo o ecossistema político brasileiro, que disponha de uma fração sequer desse capital. Em tempos em que as forças democráticas andam tão combalidas, esse é um ativo decisivo, e dele não se pode abdicar. Mesmo que o futuro do Brasil seja construído a partir de bases distintas, na esquerda, daquelas as quais Lula propõe, ele não será erigido sem a voz, a vez, a energia e o legado de Luis Inácio. Pois Lula, com seus méritos e defeitos, não é só uma ideia: é o projeto, como sujeito político e como governante, de um país possível. E quanto mais o outro projeto – que sequer é de nação ou de elite que se preste, mas de clã ou facção – for implementado, mais forte viralizará a lembrança de Lula.



Fonte: Jornal GGN

Governo quer cortar PIS porque acha que é pago a quem não precisa tanto

O abono salarial do PIS/Pasep, bônus anual de até um salário mínimo pago a empregados de baixa renda, beneficia pessoas de 'renda intermediária', em detrimento daquelas que vivem de fato na pobreza, e gera desigualdade na maneira como está configurado hoje.


É este um dos argumentos apresentados pelo governo para justificar a alteração proposta para o benefício com a reforma da Previdência: pelo texto apresentado, o abono salarial passaria a ser pago a trabalhadores que ganham apenas um salário mínimo, no lugar do teto atual de dois salários (veja todas as exigências mais abaixo). O benefício é voltado apenas para empregados com carteira assinada.

As informações fazem parte dos documentos de detalhamento da reforma da Previdência que estavam sob sigilo e foram apresentados na semana passada.


Em sua justificativa, o governo também afirma que o abono, criado nos anos de 1970, perdeu seu sentido de complementação de renda ao longo das décadas graças à política de valorização do salário mínimo, que garantiu ganhos acima da inflação aos trabalhadores nos últimos anos. Esta política está sob revisão do governo e pode ser encerrada.



Leia mais aqui

IBGE: Desemprego atinge 13,4 milhões e Brasil registra recorde, com 25% da força de trabalho subutilizada

No início do mês, Jair Bolsonaro (PSL) questionou a metodologia da pesquisa, que considera desempregado a pessoa que procurou emprego no período em análise. "É uma coisa que não mede a realidade", disse


Dados divulgados nesta terça-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o desemprego aumentou mais um vez no último trimestre, atingindo 12,7%, uma alta de 10,2% com relação ao trimestre encerrado em dezembro. Ao todo, 13,4 milhões de brasileiros procuraram emprego no período.
A taxa de subutilização da força de trabalho bateu recorde histórico, chegando a 25% da população economicamente ativa. Isso significa que 28,3 milhões de brasileiros não trabalharam ou trabalharam menos do que gostariam no período.

É o maior índice desde o início da série histórica da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) Contínua, iniciada em 2012. Na comparação com o trimestre encerrado em dezembro, houve alta de 5,6%, ou 1,5 milhão de pessoas.
No início do mês, Jair Bolsonaro (PSL) questionou a metodologia da pesquisa, que considera desempregado a pessoa que procurou emprego no período em análise. “É uma coisa que não mede a realidade“, disse.


Fonte: Revista Fórum

Golpe fracassou, relata brasileiro que acompanha os acontecimentos na Venezuela

Edson Bagnara, do Movimento Sem terra, informa que fracassou o golpe tentado por Juan Guaidó. Ele está na Venezuela e enviou o seguinte relato:
“Mais uma tentativa de golpe aqui na Venezuela e, muito mais do que propriamente a força real do que está acontecendo aqui, é a força midiática da extrema direita. Eles tentaram fazer um levante, mas o levante esvaziou, estão convocando gente para ir para a rua, algumas pessoas estão aderindo, mas é muito pouca, e provavelmente isso não dará em nada porque, de fato, não há força para isso seguir em frente

As forças chavistas estão sendo convocadas para o Palácio Miraflores, no sentido de criar uma blindagem, uma proteção ao palácio. Aparentemente, as coisas estão sob controle, apesar de que ainda há um pequeno foco de levante na região de Altamira, no distribuidor da auto pista, que é como se fosse uma BR grande que corta a cidade, uma via rápida, ali tem um trevo grande e estão nesse trevo, que é próximo da base da Carlota. Mas não causa grande problema que possa nos levar a ter uma preocupação mais além do normal que já tem aqui na Venezuela.

Mais uma tentativa de golpe, eles vão seguir tentando, os Estados Unidos não desistem do plano deles de tomar o Estado Venezuelano. Aqui tem muita coisa em jogo. Aqui tem ouro, aqui tem petróleo, aqui tem água, aqui tem gás, tem muita riqueza neste país, eles não vão desistir tão fácil de tentar tomar isso, mas eu não acredito que as forças chavistas, as forças revolucionárias da Venezuela, as forças armadas, com exceção de um ou outro indivíduo, grupos muito pequenos, vão se levantar contra o governo. Internamente, o governo segue tendo hegemonia.

Eu quero transmitir este ponto de vista, de quem está na Venezuela, de quem está perto dos acontecimento.”

Fonte: DCM

Bolsonaro provoca juristas e reafirma que fazendeiros têm direito de matar sem terra

O presidente Jair Bolsonaro fez uma provocação a juristas brasileiros ao prever impunidade para fazendeiros que matarem invasores.

"Desde que a casa não seja a dele, pode invadir e fazer a festa com sua família!", escreveu o chefe do Planalto no Twitter.

Bolsonaro prometeu incluir ruralistas no “excludente de ilicitude”, proposta que faz parte do pacote “anticrime” do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. O projeto prevê a redução ou até mesmo nulidade da pena para policiais que cometerem assassinatos por estarem sob “escusável medo, surpresa ou violenta emoção”.



“É um projeto de lei que será enviado para Câmara, vai dar o que falar, mas é uma maneira de ajudar a violência no campo. É fazer com que, ao se defender sua propriedade privada ou sua vida, o cidadão de bem entre no excludente de ilicitude, ou seja, ele responde, mas não tem punição”, disse Bolsonaro na Agrishow, uma das maiores feiras do setor agrícola do país, que acontece em Ribeirão Preto (SP).


Fonte: Brasil 247

MEC bloqueia 30% do orçamento de três universidades federais; outras unidades também são atingidas

Mãos de tesoura Entidades que monitoram o investimento no ensino superior detectaram novo bloqueio de verbas de instituições federais no fim de abril, após Abraham Weintraub assumir o Ministério da Educação. Cerca de R$ 230 milhões foram contingenciados.
Mãos de tesoura 2 Várias unidades do país sofreram com o congelamento de valores previstos no orçamento de investimentos e outras despesas correntes, mas o volume da tesourada em três universidades chamou a atenção: a Federal da Bahia, a de Brasília e a Federal Fluminense.
Mãos de tesoura 3 De acordo com números preliminares, o valor bloqueado nas três entidades corresponde a mais da metade do contingenciamento imposto a todas as universidades. Procurado, o MEC informou que UFBA, UnB e UFF tiveram 30% das dotações orçamentárias bloqueadas.
Mãos de tesoura 4 Em nota, a pasta disse que “estuda os bloqueios de forma que nenhum programa seja prejudicado e que os recursos sejam utilizados da forma mais eficaz. O Programa de Assistência Estudantil não sofreu impacto em seu orçamento.”
Verão passado Em 2018, a UFF foi palco de um rumoroso “ato contra o fascismo”, na reta final da eleição presidencial. Já a UnB foi palco recentemente de debates com Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (PSOL).
Leia mais notícias do Painel aqui.

Ford e sindicato fecham acordo sobre fechamento de fábrica em São Paulo

Funcionários terão plano de demissão, programa de requalificação e apoio psicológico



Os funcionários da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) aprovaram nesta terça-feira (30) em assembleia um acordo com a montadora americana para compensá-los pelo fechamento da unidade.
O acordo contempla três pontos: plano de demissão incentivada, programa de requalificação profissional e apoio psicológico aos trabalhadores.
Há ainda possível antecipação das atividades de manufatura, a qual depende da negociação com um potencial comprador.

Leia mais na Folha de São Paulo

Ricos mais ricos: Santander Brasil tem lucro de R$ 3,4 bilhões no 1º trimestre, alta de 21%

Do G1.
O Santander Brasil registrou lucro líquido de R$ 3,415 bilhões no 1º trimestre, o que representa um crescimento de 21,1% na comparação com o mesmo período do ano passado (R$ 2,820 bilhões).
Já o lucro gerencial, que exclui fatores extraordinários, alcançou R$ 3,485 bilhões nos primeiros 3 meses do ano, alta de 21,9% na comparação anual, segundo balanço divulgado nesta terça-feira (30).

O banco informou que o número de clientes ativos cresceu 12% em 1 ano e chegou a 24,9 milhões.
A carteira de crédito total somou R$ 310,7 bilhões ao final de março, uma expansão de 10,8% na comparação anual, impulsionada pelos segmentos de pessoa física e financiamento ao consumo.
“Nossa participação de mercado em crédito atingiu 9,4% em fevereiro/19, expansão de 0,5 p.p. em relação ao mesmo período do ano passado. Em três meses, a carteira de crédito total aumentou 1,8%”, destacou o banco.

O índice de inadimplência acima de 90 dias se manteve estável na comparação com dezembro e ficou em 3,1% em março.
(…)

Direção da Globo mandou ignorar entrevista de Lula, diz jornalista

Justificativa foi de que a primeira entrevista do ex-presidente depois que se tornou preso político não traria nada de novo que pudesse valer a repercussão. A emissora também teria feito chegar aos profissionais da casa que não tem interesse em pedir, ela própria, uma entrevista com Lula

A direção da Rede Globo determinou aos jornalistas e veículos da emissora que não repercutissem a entrevista concedida pelo ex-presidente Lula aos jornais Folha de S.Paulo e El País na última sexta-feira (26). A informação é da jornalista Cristina Padiglione, nesta terça-feira (30) no site Telepadi, especializado na cobertura dos bastidores da TV.

Segundo a jornalista, a determinação foi enfatizada, de forma verbal, de que o assunto não deveria constar dos noticiários. A emissora também teria feito chegar aos profissionais da casa que não tem interesse em pedir, ela própria, uma entrevista com Lula.


Em nota ao site, a Globo negou a determinação, mas não explicou os motivos de não ter repercutido a entrevista em seus veículos e telejornais.
Ainda segundo a reportagem, as chefias teriam justificado aos subalternos que a entrevista de Lula não traria nada de novo que pudesse valera repercussão.
Repercussão no mundo
Enquanto a Globo e a Record, do bispo bolsonarista Edir Macedo, ignoraram a entrevista de Lula, os maiores veículos de comunicação do mundo deram destaque às palavras do ex-presidente, que falou pela primeira vez depois de sua prisão política, há mais de um ano.

The Guardian, jornal britânico, destacou a entrevista, mencionando a declaração de Lula de que o Brasil está sendo governado por um bando de malucos e que os “lacaios” dos EUA destruíram a reputação internacional do país. “Nunca vi um presidente saudar a bandeira americana. Nunca vi um presidente dizer que ama os Estados Unidos”, disse Lula, em trecho destacado pelo jornal.
Le Figaro, mais tradicional jornal da França, enfatizou a “obsessão” de Lula, a quem chama de ícone da esquerda, de provar sua inocência, ainda que custe sua liberdade. “Eu quero sair daqui com a cabeça erguida, como entrei: inocente. Muitas pessoas pensaram que eu teria que fugir, sair do Brasil ou me refugiar em uma embaixada. Mas eu decidi que o meu lugar era aqui. Posso ficar na prisão por cem anos, mas não vou trocar minha dignidade pela minha liberdade”, destacou o jornal.

Fox News, canal de notícias norte-americano, citando matéria da agência Associated Press, também mencionou as declarações de Lula no sentido de provar sua inocência das condenações que recebeu da Operação Lava Jato. “Estou obcecado em desmascarar o juiz Moro e aqueles que me sentenciaram. Quero expor a farsa montada no Departamento de Justiça dos Estados Unidos”.

TeleSur, emissora multi-estatal para a América ressaltou a briga jurídica que precisou ser travada para que a entrevista ocorresse. “O ex-mandatário fez suas declarações durante a entrevista que foi autorizada no último dia 18 de abril pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil, José Antonio Dias Toffoli, após um processo legal para sua realização”.

Fonte: Revista Fórum

Subiu: Petrobras aumenta preço da gasolina em 3,5% nas refinarias

Reportagem de Nicola Pamplona na Folha de S.Paulo informa que a Petrobras anunciou nesta segunda (29) reajuste médio de 3,5% no preço da gasolina vendida em suas refinarias. É o terceiro aumento no mês, acompanhando a elevação das cotações internacionais do produto. Segundo a estatal, o reajuste é de R$ 0,07 por litro. A partir desta quarta (30), o litro da gasolina nas refinarias da empresa custará, em média, R$ 2,045.

De acordo com a publicação, o repasse aos postos, porém, depende de variáveis como impostos e margens de lucros de postos e distribuidoras. A gasolina vendida pela Petrobras representa 32% do preço final do combustível. É a primeira vez desde outubro de 2018, que a gasolina é vendida pela Petrobras por valor acima de R$ 2. Em 2019, o preço do combustível nas refinarias da estatal acumula alta de 35,5%. Nos postos, porém, a alta é menor, de 3,7%, de acordo com dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis). Na semana passada, o litro da gasolina foi vendido, em média no país, a R$ 4,504.

Segundo cálculos do setor, a defasagem nos preços internos da gasolina já superava os R$ 0,10 por litro em todos os principais pontos de importação do combustível no país – em Itaqui, na Bahia, já chegava a R$ 0,22 por litro. Há preocupação entre as importadoras de combustíveis com a manutenção de defasagens no preço, que costuma subir nesta época do ano com a proximidade do verão no Hemisfério Norte – o consumo costuma disparar durante as férias nos Estados Unidos, completa a Folha.


MP pede soltura de policiais que fuzilaram carro e mataram 2 pessoas

O Ministério Público Militar (MPM) solicitou à Justiça Militar a libertação de nove militares que dispararam 81 vezes contra um veículo e mataram o músico Evaldo Rosa e do catador Luciano Macedo, em Guadalupe , na Zona Norte do Rio.


Segundo o jornalista Rafael Soares, do jornal O Globo, o subprocurador-geral da Justiça Militar Carlos Frederico de Oliveira Pereira disse em seu parecer sobre o caso que "não subsiste o risco à disciplina militar" da parte dos acusados.


De acordo com Pereira, não houve descumprimento das regras de engajamento — normas sobre uso da força por militares — porque "o homicídio aconteceu quando tentavam salvar um civil da prática de um crime de roubo".


Estão presos o tenente Ítalo da Silva Nunes Romualdo, o sargento Fábio Henrique Souza Braz da Silva e soldados Gabriel Christian Honorato, Matheus Santanna Claudino, Marlon Conceição da Silva, João Lucas da Costa Gonçalo, Leonardo Oliveira de Souza, Gabriel da Silva de Barros Lins e Vítor Borges de Oliveira. Todos os militares são lotados no 1º Batalhão de Infantaria Motorizado, na Vila Militar.

Os nove militares atualmente presos vão responder pelos homicídios das duas vítimas e pelas tentativas de homicídio contra os quatro parentes de Evaldo que estavam no carro. A denúncia ainda será apresentada à Justiça pelo MPM.



Fonte: Brasil 247