domingo, 1 de agosto de 2021

Golpista contra Dilma, Temer aconselha Bolsonaro a não brigar com o vice Mourão

 


O Globo - Michel Temer, que traiu a ex-presidente Dilma Rousseff e usurpou seu cargo por meio do golpe de 2016, disse ao jornal O Globo que Jair Bolsonaro não deve brigar com seu vice Hamilton Mourão, que vem sendo constantemente humilhado. "Não convém brigar com o vice. Não é útil para a presidência e é inútil para o país. Isso dá uma instabilidade política e social, que pode até afetar a economia", disse ele, em entrevista a Jussara Soares e Thiago Bronzatto, do Globo.

Temer disse ainda que Bolsonaro chegou ao poder com sensação de onipotência. "Talvez (ele) tenha chegado com a sensação, digamos assim, de uma certa onipotência. Não existe a possibilidade de o presidente comandar tudo. Só comanda com o apoio do Congresso Nacional, e não é apenas porque o presidente queira trazer o Congresso para governar junto, mas porque a Constituição assim o determina. Ele (Bolsonaro) percebeu e começou a tentar trazer o Congresso, que é fundamental para a governabilidade. O Ciro terá que exercer o duplo papel de ter uma relação fértil com os parlamentares e, de igual maneira, ter a capacidade de conduzir a administração do país. É claro que o presidente não pode brigar com o chefe da Casa Civil, porque daí cria um problema para si próprio. Mas não acredito que isso venha a acontecer", afirmou.



Na entrevista, ele também falou em "responsabilidade política" de Bolsonaro em relação ao desastre no combate à pandemia e sugeriu que Arthur Lira analise os pedidos de impeachment.

0 comentários:

Postar um comentário