quinta-feira, 8 de julho de 2021

MPF afirma que gestão de Pazuello foi ´´gravemente ineficiente e dolosamente desleal``

 


   O Antagonista  -Um ação por improbidade administrativa foi ajuizada na semana passada por representantes da Procuradoria da República no Distrito Federal



O Globo noticia que o Ministério Público Federal afirma que Eduardo Pazuello retardou de forma deliberada o contrato com a Pfizer e tomou decisões sem respaldo “fático e/ou jurídico” enquanto esteve à frente do Ministério da Saúde.



Na ação de improbidade administrativa ajuizada na semana passada, a Procuradoria da República no Distrito Federal diz que a gestão do general foi “gravemente ineficiente e dolosamente desleal (imoral e antiética)”.

“A omissão do ex-ministro da Saúde em adotar todas as providências que estivessem ao seu alcance para permitir a contratação de todas as vacinas possíveis, ainda no ano de 2020, colocou o Brasil numa situação de desvantagem na fila dos laboratórios farmacêuticos, impossibilitando que uma grande porcentagem de brasileiros fosse imunizada ainda no primeiro semestre de 2021.”

0 comentários:

Postar um comentário