quarta-feira, 30 de junho de 2021

Participante da reunião em que negociou-se propina abriu empresa de venda de medicamentos um dia antes

         


 Folha de S.Paulo-Marcelo Blanco da Costa, um dos participantes da reunião onde, de acordo com a denúncia do empresário Luiz Paulo Dominguetti Pereira, negociou-se a propina de US$ 1 por dose de vacina AstraZeneca, abriu a abriu a empresa Valorem Consultoria em Gestão Empresarial, em Brasília.



De acordo com o informado à Receita Federal, a empresa atuaria nos ramos de comércio de medicamentos, cosméticos e produtos de perfumaria, além de materiais odonto-médico-hospitalares.

Marcelo Blanco da Costa era assessor no departamento de logística do ministério e atuava sob o comando de Roberto Ferreira Dias, funcionário que foi exonerado ontem do Ministério da Saúde após a denúncia e é coronel da reserva.

0 comentários:

Postar um comentário