quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Maia ameaça tirar impeachment contra Bolsonaro da gaveta no final do mandato

 


Presidente da Câmara teria citado a possibilidade em conversa com o general Luiz Eduardo Ramos


Aliados de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, afirmam que o parlamentar tem cogitado dar continuidade a um dos pedidos de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro até o final de seu mandato, que se encerra na próxima segunda-feira (1º).

Segundo informações da Folha de S.Paulo, que coletou os relatos dos políticos aliados, Maia conversou sobre a possibilidade de dar prosseguimento ao impeachment com o general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo.

Ao jornal, no entanto, o presidente da Câmara negou ter tratado de impeachment na conversa com Ramos. Ele reconheceu apenas que se exaltou ao reclamar da interferência de Bolsonaro na disputa pela presidência da Câmara.


O favorito até agora para o cargo é justamente Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente. Maia apoia Baleia Rossi (MDB-SP) para a sua vaga.


Ao todo, são 64 pedidos de impedimento de Bolsonaro, número maior do que as 56 medidas provisórias editadas por ele e aprovadas na Câmara até novembro de 2020, ao longo de seu mandato, segundo levantamento da Agência Câmara.


Fonte: Revista Fórum

0 comentários:

Postar um comentário