sábado, 11 de abril de 2020

Até membros da equipe de Bolsonaro se revoltam com presidente

A possibilidade de Jair Bolsonaro ampliar a lista de atividades essenciais que poderiam funcionar apesar das medidas de restrição baixadas por governadores estaduais deixava parte do governo em tensão máxima na sexta (10).

De acordo com um integrante da equipe de Bolsonaro que foi consultado sobre a iniciativa, a lista estudada era tão vasta que “daqui a pouco até zona de prostituição vão considerar essencial”.



-- PORTEIRA
Só a discussão da medida, segundo especialistas do próprio governo, induzirá as pessoas a irem às ruas num momento em que a taxa de isolamento já vem caindo. “Segunda-feira vai ser o estouro da boiada”, diz um deles.

-- FOGUETE
Se ocorrer, o fenômeno pode fazer a curva da Covid-19 entrar em espiral.


-- ESPELHO
De acordo com um médico que participa de um dos conselhos de combate ao coronavírus, a doença, ainda assim, se imporá. Ela já fechou a Itália, a Espanha, a França, Nova York e diversos estados americanos. E acabará fazendo o mesmo com o Brasil.

-- NADA
“Não vai ter caixinha de cloroquina que funcione”, afirma o especialista, referindo-se ao remédio pregado por Bolsonaro para ser usado em pacientes de Covid-19.


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário