terça-feira, 3 de março de 2020

Senado convoca chefe da Secom de Bolsonaro para explicar negócios suspeitos de sua empresa

Chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, foi convocado pelo Senado para explicar sua participação nas atividades de sua empresa e os contratos mantidos por ela com TVs e agências de propaganda que têm contratos com a Secretaria


O chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Fabio Wajngarten, foi convocado pelo Senado para explicar sua participação nas atividades de sua empresa e os contratos mantidos por ela com TVs e agências de propaganda que têm contratos com a Secretaria, o que viola a lei de conflito de interesses que integrantes do alto escalão do governo a fazerem isso. 


O requerimento de convocação pela Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC), apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), foi aprovado nesta terça-feira. 
Segundo o documento, o objetivo da convocação é para que Wajngarten “preste informações sobre denúncia de receber, por meio da empresa FW Comunicação e Marketing, da qual é sócio, dinheiro de emissoras de TV e de agências de publicidade contratadas pela própria secretaria, por ministérios e por estatais do governo". 
As denúncias que levantaram as suspeitas sobre Wajngarten foram reveladas pelo jornal Folha de S. Paulo resultaram na abertura de um inquérito pela Polícia Federal para apurar os crimes de peculato e corrupção. Apesar disso, a Comissão de Ética da Presidência arquivou o caso. 


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário