quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Hino Nacional é interrompido por “gemidão do zap” em escola no Paraná

Ele está em todo lugar, principalmente onde não deveria. O “Gemidão do Zap”, um dos memes mais famosos entre os brasileiros, sempre surge para constranger aqueles que o colocam desavisadamente para tocar.


Porém, ainda que não seja a Pabllo Vittar, a brincadeira foi longe demais. Uma de suas últimas aparições inoportunas aconteceu no dia 8 de fevereiro, no Colégio Estadual Marcílio Dias, localizado em Itambaracá, interior do Paraná.
No pátio da escola, adolescentes enfileirados cantavam o Hino Nacional. Até que a estrofe “se o penhor dessa igualdade / conseguimos conquistar com o braço forte” ganha novos tons por ter sido substituída pelos uivos femininos de prazer que caracterizam o tal “gemidão”.
As imagens foram divulgadas no Twitter por um dos alunos da instituição. De acordo com o iG, a direção do colégio não quis comentar o episódio. Ainda assim, uma funcionária confirmou que procedimentos internos foram iniciados para avaliar o ocorrido.

De acordo com o artigo 34 do Capítulo 5 da Lei nº 5.700/71, “é vedada a execução de quaisquer arranjos vocais do Hino Nacional, a não ser o de Alberto Nepomuceno; igualmente não será permitida a execução de arranjos artísticos instrumentais do Hino Nacional que não sejam autorizados pelo Presidente da República, ouvido o Ministério da Educação e Cultura”.
Ou seja: é um símbolo nacional e, junto da Bandeira Nacional, das Armas Nacionais e do Selo Nacional, seu desrespeito pode ser alvo de punições.
Fonte:  Metrópoles

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário