segunda-feira, 12 de julho de 2021

Olavismo é varrido da diplomacia com a exoneração de Roberto Goidanich, que comandava a Funag

 


 O Globo -O comandante-em chefe de um bastião do olavismo caiu hoje no Itamaraty.


O diplomata Roberto Goidanich foi exonerado da presidência da Fundação Alexandre de Gusmão (Funag), órgão destinado a promover estudos e debates no Ministério das Relações Exteriores. A embaixadora Marcia Loureiro, hoje no consulado do Brasil em Los Angeles, irá para o seu lugar, por determinação do chanceler Carlos França.


Goidanich estava no comando da Funag desde o início da gestão Ernesto Araújo.

Transformou o órgão num parque de diversões dos delírios olavistas. Passou a convidar para palestras blogueiros, militantes governistas, fundamentalistas religiosos e teóricos da conspiração tão barulhentos quanto desprovidos de ligações com a política internacional ou a diplomacia.

0 comentários:

Postar um comentário