quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Moro tenta usar Lei de Segurança Nacional contra Lula

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, e o deputado federal Paulo Pimenta denunciam que Sergio Moro tentou enquadrar Lula na lei de Segurança Nacional, através de audiência na Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (19), por conta de declarações do ex-presidente a respeito das notórias relações do governo com milicianos


A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), e o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) denunciam nesta quarta-feira (19), através de suas redes sociais, que o ministro da Justiça, Sergio Moro, tentou enquadrar o ex-presidente Lula na lei de Segurança Nacional, através de audiência na Polícia Federal, por conta de declarações do ex-presidente a respeito das notórias relações do governo com milicianos. 


Segundo informam os parlamentares, Lula prestou depoimento na sede da Polícia Federal, em Brasília, em função de solicitação de Sergio Moro. 
Os parlamentares denunciam que Moro age como um "jagunço" e classificam a ação do ministro como "inacreditével". 
Acompanhei com @gleisi o @LulaOficial em depoimento na PF em função de solicitação de Sérgio Moro. O Ministro, agindo como jagunço de milicianos, tenta constranger e intimidar Luia baseado na Lei de Segurança Nacional.

158 people are talking about this

Sérgio Moro acha que intimidando Lula fará o povo brasileiro mudar sua percepção de que este é um governo com íntimas relações com o crime organizado? Será que de fato ele imagina que deixaremos de afirmar que Queiroz e Adriano faziam a ponte da famigliia com as milícias ??

223 people are talking about this

Hj, junto com @DeputadoFederal, participei de uma audiência inacreditável, de inquérito contra o presidente Lula. Requisição de Sérgio Moro com base na Lei de Segurança Nacional, desenterrada do regime militar, pq Lula falou das notórias relações do governo com milicianos.

356 people are talking about this




Fonte: Brasil 247

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário