sábado, 14 de dezembro de 2019

Hacker de Araraquara diz que Procurador da Lava Jato recebia propina

Segundo o hacker que está preso, Januário Peludo, Procurador da Lava Jato em Curitiba, teria recebido propinas de ex-diretor da Petrobrás
“Tem um áudio em que o procurador está aceitando dinheiro do Renato Duque”, disse Walter Delgatti, o hacker de Araraquara, mais conhecido como Vermelho, em entrevista a VEJA, publicada hoje (13/12).


O hacker que a polícia federal acusa de ser o responsável pelo grupo que invadiu celulares de autoridades e obteve acesso a mensagens que teria dado origem a Vaza Jato,  afirma que há um áudio que ele teve acesso, que teria revelado pagamento de propina a Procurador da Lava Jato, Januário Paludo.


O doleiro Dário Messer, havia dito em conversa privada, captada pela Polícia Federal que pagava propinas ao Procurador da força-tarefa.  Agora segundo o hacker de Araraquara, o Procurador teria recebido propina de Renato Duque.


O trecho da entrevista de VEJA com o hacker de Araraquara que trata de Paludo é o seguinte:
”No dia anterior, Paludo havia se tornado alvo de uma investigação após ser mencionado em mensagens de um doleiro como suposto beneficiário de propinas. Ex-diretor da Petrobras, Duque tentou fazer um acordo de delação. Em negociações assim, é comum que as partes combinem um valor que o criminoso deve ressarcir aos cofres públicos. Era sobre isso que o procurador falava? Delgatti, de novo, garante que não. “Naquela época, eu estava tratando da repatriação de valores que o Duque mantinha no exterior”, explica Paludo. O Ministério Público Federal do Paraná divulgou uma nota em que reitera a “plena confiança no trabalho do procurador”.
A entrevista com os jornalistas Thiago Bronzatto e Robson Bonin, da VEJA, ocorreu no Tribunal de Justiça do Distrito Federal. Ele também disse que novas mensagens comprometeriam Ministros, militares e até o presidente Jair Bolsonaro.
Aos colegas de cela, na Papuda, o hacker teria comentado que o material divulgado até o momento, é só uma pequena amostra do que está por vir. O Hacker ainda diz que ele fez campanha para Bolsonaro, mas que teria se arrependido, segundo as informações de VEJA.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário