terça-feira, 26 de março de 2019

Administradora de site que atacou Rodrigo Maia trabalhava no gabinete de Flávio Bolsonaro

Elisangela Machado dos Santos de Freitas, que disputou uma vaga na Câmara com o nome de Elisa Robson, foi exonerada do gabinete do filho do presidente

A jornalista Elisangela Machado dos Santos de Freitas foi exonerada, pela presidência do Senado, do gabinete de Flávio Bolsonaro (PSL-SP). Ela é administradora do perfil República de Curitiba, página que defende o governo de Jair Bolsonaro e, recentemente, publicou ataques ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Elisangela disputou uma vaga na Câmara dos Deputados em 2018, usando o nome Elisa Robson (PRP-DF). O motivo da exoneração não foi divulgado.
A Folha de S.Paulo publicou uma matéria em fevereiro mostrando que, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Elisangela teria recebido R$ 25 mil do fundo criado para financiar campanhas e sua despesa principal (R$ 14,9 mil) foi com o marido, o engenheiro Ronaldo Robson de Freitas. Ela obteve 11.638 votos.

Justificativa
Na época, a jornalista tentou justificar: “Ele administrou as informações, os posts patrocinados, a produção de pequenos vídeos e os poucos recursos financeiros que precisaram ser gerenciados (com gasto total de R$ 30 mil). Inclusive, nossa família de cinco pessoas está sem carro até o hoje porque decidimos dar prioridade financeira para a minha campanha na época”, postou.
Fonte: O Estado de S.Paulo
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário