quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Técnica de enfermagem foi condenada pelo mesmo gesto obsceno de Queiroga em NY

 


DCMUma servidora do Hospital das Forças Armadas, técnica de enfermagem, teve condenação mantida no STM por ter dirigido gesto obsceno a uma major, durante travessia de faixa de pedestre e ter desacato um soldado sentinela. A servidora recebeu a pena de 7 meses de detenção, por injúria e desacato. A informação foi divulgada no dia 10.




O caso ocorreu no dia 24 de abril de 2019, por volta das 8h35, dentro das instalações do HFA. A acusada teria praticado o crime de injúria contra uma major ao mostrar-lhe o dedo médio da mão em riste após ela atravessar a faixa de pedestre e a denunciada sair em arrancada com o veículo que conduzia.




Ministro da Saúde faz o mesmo

Marcelo Queiroga que foi diagnosticado com Covid-19 nesta terça (21), fez graça com manifestantes anti-Bolsonaro.

O ministro da Saúde não gostou das críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro em Nova York e mostrou dedo médio para manifestantes.

Manifestantes gritavam palavras de ordem contra o mandatário, como “genocida” e “assassino”, em frente à residência da missão brasileira junto à ONU.




Um participante do protesto e filmou um gesto obsceno de Marcelo Queiroga, ministro da Saúde. Veja o vídeo AQUI.

0 comentários:

Postar um comentário