segunda-feira, 20 de setembro de 2021

“Rachadinha”: Quebra de sigilo de Ana Cristina Valle atinge período do casamento com Bolsonaro


 Folha de S. Paulo - A quebra de sigilo bancário e fiscal de Ana Cristina Valle atinge o período em que ela esteve casada com Jair Bolsonaro. A justiça autorizou acesso aos dados da ex-mulher do presidente entre 2005 e 2021. A relação acabou em 2008.






A decisão judicial se dá para apurar suspeitas de “rachadinha”, informa a Folha. No período em que estiveram casados, eles compraram cinco terrenos, uma sala comercial em Resende e uma casa em Bento Ribeiro, no Rio. Há duas transações com dinheiro vivo, geralmente usado em lavagem de dinheiro.




MP-RJ aponta suspeita de lavagem de dinheiro nas operações da ex de Bolsonaro

No pedido de quebra de sigilo, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) apontou suspeita de lavagem de dinheiro. O motivo: justamente as transações em dinheiro vivo.

Ao contrário da investigação contra Flávio, entretanto, o MP não pediu quebra de sigilo bancário de pessoas ou empresas envolvidas nas operações imobiliárias. Caso houvesse, o presidente poderia ser implicado no caso e a apuração poderia ir para a Procuradoria-Geral da República (PGR).





0 comentários:

Postar um comentário