segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Bolsonaro é ridicularizado e vira alvo de denúncias nos corredores da ONU

 


UOLPelos corredores da ONU, reuniões informais ou conversas sigilosas entre atores da cena internacional, falar em Jair Bolsonaro (sem partido) é a garantia de ouvir dos interlocutores estrangeiros reclamações, denúncias e ironias, nem todas elas finas.




Com uma reputação destruída, o presidente chega às Nações Unidas nesta semana num clima de completa desconfiança e irritação diante de suas políticas.

Ele será o primeiro a subir no púlpito para fazer o discurso de abertura da Assembleia Geral, na terça-feira (21).

Mas o que ele tem pela frente é uma organização que se transformou no principal palco de denúncias internacionais contra seu governo.

Informalmente, ridicularizar o presidente brasileiro passou a ser o “novo normal” nas conversas entre embaixadores.




Os exemplos são diários. Na semana passada, uma alta funcionária de um organismo internacional e encarregada de temas de gênero me parou num corredor da ONU para se queixar da postura do governo brasileiro contra o avanço dos direitos das mulheres. (…)

Também na semana passada, numa sabatina que o governo foi submetido na ONU para avaliar a questão de desaparecimentos forçados no país, a intervenção do Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos foi recebida com uma mistura de choque, revolta e deboche. (…)




0 comentários:

Postar um comentário