segunda-feira, 23 de agosto de 2021

“Se outros fizerem isso, terão o mesmo destino”, diz Doria após afastar coronel golpista

 


CBN  - Após afastar o coronel Aleksander Lacerda, o governador João Doria prometeu o “mesmo destino” a outros golpistas.





O PM foi excluídos dos quadros da corporação após convocar “amigos” para o ato golpista de 7 de setembro.

Lacerda chegou a atacar o próprio governador, chamando-o de “cepa indiana”.

“Aqui em São Paulo nós não aceitamos indisciplina em hipótese nenhuma. Ele responderá por aquilo que falou e pelas postagens que fez”, disse Doria à CBN.

O governador afirmou, no entanto, que o caso de Lacerda foi um “caso isolado”.



“Nós reagiremos”, diz Doria sobre ameaças golpistas

João Doria também falou sobre a reunião com governadores.

Pelo menos 24 gestores estaduais farão uma reunião para tratar do ato golpista de 7 de setembro.

“É inaceitável qualquer movimento, de qualquer ordem, para flertar com o autoritarismo”.

“Insuflar movimentos golpistas no Brasil, não. Nós reagiremos”, diz Doria sobre o encontro.




Coronel golpista comanda 7 batalhões, com tropa de 5 mil homens

Chefe do Comando de Policiamento do Interior-7 (CPI-7), Aleksander comanda uma tropa de cinco mil homens.

Eles estão divididos em sete batalhões da Polícia Militar no estado de São Paulo.





0 comentários:

Postar um comentário