quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Juíza nega denuncia contra Allan dos Santos: “Liberdade de expressão”


 UOLA Justiça Federal rejeitou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Allan dos Santos.




blogueiro bolsonarista foi denunciado na última semana por ameaças a Luis Roberto Barroso.

Segundo a juíza Pollyana Martins Alves, as falas do dono do Terça Livre são grosseiras mas não configuram “ameaças sólidas”.

Ela ainda citou “liberdade de expressão” e “o direito de emitir opiniões”, segundo o UOL.

“Tenho ressaltado que o direito de liberdade de expressão dos pensamentos e ideias consiste em amparo àquele que emite críticas, ainda que inconvenientes e injustas. Em uma democracia, todo indivíduo deve ter assegurado o direito de emitir suas opiniões sem receios ou medos, sobretudo aquelas causadoras de desconforto ao criticado”, diz a decisão.




Allan dos Santos chamou o magistrado de “miliciano digital” e “terrorista”

A motivação da denúncia do MPF foi um vídeo publicado pelo blogueiro bolsonarista no ano passado.

Na ocasião, o ministro Luis Roberto Barroso havia citado “milícias digitais” e o blogueiro bolsonarista se ofendeu, disparando:

“Tira o digital, se você tem culhão! Tira a porra do digital, e cresce! Dá nome aos bois! De uma vez por todas Barroso, vira homem! Tira a porra do digital! E bota só terrorista! Pra você ver o que a gente faz com você. Tá na hora de falar grosso nessa porra!”.




Veja o vídeo:


0 comentários:

Postar um comentário