sexta-feira, 30 de julho de 2021

Ministério da Saúde soube de duas ofertas suspeitas de vacinas, mas só acionou PF uma vez

 


 Brasil 247  - O Ministério da Saúde soube de pelo menos duas ofertas suspeitas de vacinas da Astrazeneca, mas só acionou a Polícia Federal uma vez, em janeiro, quando um empresário do Espírito Santo se apresentou falsamente como intermediário da venda de vacinas da AstraZeneca no Brasil. 



Sabendo que a farmacêutica tratava apenas diretamente com governos, o então secretário-executivo do ministério, Elcio Franco, comunicou à polícia, que abriu um inquérito e fez buscas e apreensões.



Mas, de acordo com o UOL, não há registro de que a PF tenha sido acionada pelo ministério na segunda oferta, ocorrida menos de um mês depois, quando o Ministério da Saúde passou a ser procurado por outra empresa, a Davati, que se apresentava como intermediária de imunizantes.

0 comentários:

Postar um comentário