sábado, 10 de julho de 2021

Bolsonaro apaga vídeo de motociata após internautas apontarem erro

   


 UOL-O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apagou vídeo publicado em suas redes sociais que dizia se tratar da motociata que ocorreu hoje em Porto Alegre. A ação foi feita após apoiadores indicarem que imagens eram de evento em São Paulo, do dia 12 de junho.


"Esse vídeo é da motociata em SP. Mas, segue um vídeo, top hoje em POA [Porto Alegre]", escreveu um internauta. Na publicação, Bolsonaro ainda diz "imagem fantástica" e agradece ao estado e cidade, onde ocorreu evento.



Até o momento não foi divulgado o número oficial de participantes. Houve registro de aglomerações, no entanto, em locais que apoiadores se reuniram.



Assim como em outras situações, Bolsonaro não usou máscaras durante todos os momentos transmitidos nas redes sociais. O item é considerado indispensável por especialistas para o controle da transmissão do coronavírus.



Quem também apagou a publicação foi a deputada Bia Kicis (PSL-DF). O UOL checou que a foto publicada pela parlamentar bolsonarista se tratava da motociata realizada em São Paulo.



No site Poder 360 é possível verificar que a foto de Alan Santos foi feita no dia 12 de junho.




Bolsonaro diz que Barroso não deveria ser ministro do STF



Depois de participar da motociata, Bolsonaro voltou a atacar o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso. Aos apoiadores disse que Barroso não deveria ser ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) por, em sua visão, "defender bandeiras".



"Ministro que defende o aborto, que defende a liberação das drogas. Ele não tinha que estar no Supremo, mas no parlamento para defender suas bandeiras", disse. O chefe do Executivo chegou a mentir ao dizer que o ministro defende a pedofilia.

0 comentários:

Postar um comentário