segunda-feira, 19 de julho de 2021

Apenas 26 dos 81 senadores apoiam Mendonça declaradamente

 


De acordo com levantamento realizado pelo Estadão, apenas 26 dos 81 senadores tem declarado apoio a entrada do advogado-geral da União (AGU) André Mendonça como novo ministro do Supremo Tribunal Federal.



A informação se baseia nas manifestações já coletadas entre os senadores e também seu recorrentes posicionamentos em relação as indicações do presidente Jair Bolsonaro.

Para que consiga entrar para a Corte, Mendonça precisa, no entanto de pelo menos 50% dos votos, ou seja, da aprovação de 41 dos senadores.

A esperança de Mendonça está no número de indecisos. Até o momento, 54 senadores não responderam como devem voltar.

Entre os que se disseram indecisos ou que não responderam, pelos menos três podem votar a favor do “terrivelmente evangélico” Mendonça e outros três podem estar dispostos a rejeitar a indicação, de acordo com seu histórico de posicionamentos.




Apenas Jorge Kajuru (Podemos-GO) se manifestou a votar contrário a nomeação de Mendonça até o momento.

A indicação de Mendonça foi feita para cumprir uma antiga promessa de Bolsonaro à bancada fundamentalista de que indicaria um ministro evangélico para o STF.

Mendonça é Pastor da Igreja Presbiteriana Esperança, de Brasília. Se aprovado pelo Senado, ocupará a cadeira do ministro Marco Aurélio Mello, que atingiu a idade-limite de 75 anos.




0 comentários:

Postar um comentário