quinta-feira, 1 de julho de 2021

Alessandro Vieira pede prisão em flagrante de Dominghetti por “falso testemunho” na CPI (vídeo)

 


Brasil 247 - Ex-delegado por cerca de 20 anos, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) pediu a prisão em flagrante de Luiz Paulo Dominghetti, que presta depoimento à CPI da Covid nesta quinta-feira (30). Ele foi ao Senado se apresentando como representante da empresa Davati Medical Supply e denuncia cobrança de propina de US$1 por dose na compra de vacina pelo Ministério da Saúde.

A acusação de Alessandro Vieira é de “falso testemunho”. O senhor “prestou um desserviço à nação”, afirmou o parlamentar, apontando que Dominghetti exibiu mais cedo na CPI um áudio do deputado Luis Miranda (DEM-DF) que ele disse ser relacionado ao tema da vacina, mas que pouco depois o parlamentar disse se tratar de outro assunto. Segundo o deputado do DEM, o áudio foi editado.

Vieira acusou Dominghetti de se prestar a um papel de “desviar o foco” da CPI. “O senhor fez uma denúncia gravíssima, que não foi negada pelo governo, de que se exigiu pagamento de propina para compra de vacinas, mas ao mesmo tempo acrescenta - e isso é instantaneamente viralizado pelas redes automatizadas que atuam para esse grupo político - uma tese de que nós teríamos, na verdade, uma briga de gangues entre fornecedores de insumos e vacina. Não corresponde, ao menos nesse caso, à verdade”.

Vieira também declarou: “Isso aqui não é lugar pra moleque, não é lugar para molecagem”



Senador Alessandro Vieira pede à CPI a prisão em flagrante do cabo Luiz Paulo Dominguetti por falso testemunho no áudio em que ele acusa o deputado Luis Miranda de negociar vacina.

0 comentários:

Postar um comentário