sábado, 26 de junho de 2021

Bolsonaro nomeou esposa de Barros para cargo de R$ 27 mil após denúncia sobre Covaxin

 


Bolsonaro e Barros: o antes e o depois do encontro do presidente com Luís Miranda.


Lauro Jardim, o Globo – Dois dias antes de Jair Bolsonaro ter dito “isso é coisa do Ricardo Barros” para Luis Miranda, de acordo com o relato do deputado à CPI, quando detalhou as irregularidades na negociação para a compra da vacina indiana, o presidente concedeu uma audiência ao seu líder na Câmara.



De acordo com um tuíte de Barros, do dia 18 de março, ele e Bolsonaro tiveram uma “boa conversa” sobre o auxílio emergencial. A postagem foi ilustrada com uma foto de ambos no gabinete presidencial.

E, em 6 de maio, apesar de informado do rolo na negociação para a compra das vacinas indianas, Bolsonaro nomeou Maria Aparecida, mulher de Barros, para uma cadeira no conselho de administração de Itaipu — aliás, uma vaga disputada, uma vez que cada conselheiro recebe R$ 27 mil mensais para comparecer a reuniões que acontecem de dois em dois meses.



0 comentários:

Postar um comentário