quinta-feira, 6 de maio de 2021

Vice-governador do Amazonas diz que política de imunidade de rebanho apoiada por Bolsonaro levou Manaus ao colapso


Manaus foi transformada em laboratório gerador da nova cepa do coronavírus, que matou milhares de pessoas e a responsabilidade sobre isto recai sobre Jair Bolsonaro e o governador do estado, Wilson Lima. A política de "imunidade de rebanho" acarretou milhares de mortes na capital, Manaus. 



A denúncia foi feita pelo vice-governador do Amazonas, Carlos Almeida. "Quando houve envolvimento do governador na operação [da Polícia Federal], a estratégia foi mostrar alinhamento [com Bolsonaro]. Uma coisa era clara, a política era de afirmar que se tinha uma imunidade de rebanho. O que acabou acontecendo foi um laboratório, a P1 encontrou ambiente adequado", diz em entrevista à Folha de S.Paulo.

0 comentários:

Postar um comentário