terça-feira, 9 de março de 2021

Gilmar pode pautar suspeição de Moro nesta terça


O ministro Gilmar Mendes, presidente da Segunda Turma do STF, pensava ontem, segundo fontes do meio jurídico, onde a notícia circulou,  em colocar hoje em pauta o  HC da defesa de Lula, pedindo o reconhecimento da suspeição do ex-juiz Sergio Moro.


No despacho em que anulou as condenações e processos contra Lula no âmbito da Lava Jato, o ministro Luiz Fachin sugeriu, pois só poderia sugerir, e não determinar, que o HC perdeu o objeto, não devendo ser analisado. Este seria o melhor dos mundos para Moro, diante da fartura de provas de suas condutas delituosas. Mas o julgamento do HC interessa à defesa de Lula, e muito mais ao ministro Gilmar Mendes, de
quem Fachin roubou a bola, antes que ele fizesse o gol que vem
catimbando, no papel de crítico mais feroz da Lava Jato e do ex-juiz que corrompeu o processo judicial.

Colocando o HC em pauta, e obtendo a maioria de votos a favor da suspeição de Moro, que ainda vive de sua fama como ex-juiz travestido de justiceiro,  Gilmar resgataria seu protagonismo no caso, afetado pela penada brusca de Fachin, na tentativa de salvar Moro, como entendem gregos e troianos.

Para a defesa de Lula, o reconhecimento da suspeição faz diferença não só para fazer justiça a Lula, que Moro perseguiu com requintes, ao ponto de ter se  declarado "no ringue" com ele, quando o inquiria em depoimento.  A decisão, se tomada, fará diferença para o futuro dos processos que agora vão tramitar na Justiça Federal de Brasilia. Ela anulará também todos os procedimentos, provas e outras peças dos processos. Já se houver apenas a mudança de competência, as peças
continuarão tendo valor e podem ser usadas em desfavor de Lula.



Fonte: Brasil 247

0 comentários:

Postar um comentário