terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Hackers divulgam dados de Bolsonaro,de ministros do STF e de Alcolumbre e Maia


 Informações de Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e os onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) foram colocadas à venda na internet por hackers que vazaram 223 milhões de CPFs, 40 milhões de CNPJs e 104 milhões de registros de veículos, segundo reportagem do Estado de S.Paulo.


No caso de Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, por exemplo, pode-se obter os dados de PIS, renda e salário. Rosa Weber, por sua vez, tem à venda dados referentes ao imposto de renda de 2017.

Segundo a reportagem, os hackers estão “oferecendo informações em 37 categorias: básico simples, básico completo, e-mail, telefone, endereço, Mosaic (um serviço oferecido pelo Serasa), ocupação, score de crédito, registro geral, título de eleitor, escolaridade, empresarial, Receita Federal, classe social, estado civil, emprego, afinidade, modelo analítico, poder aquisitivo, fotos de rostos, servidores públicos, cheques sem fundos, devedores, Bolsa Família, universitários, conselhos, domicílios, vínculos, LinkedIn, salário, renda, óbitos, IRPF, INSS, FGTS, CNS, NIS e PIS. Segundo o catálogo, a maioria das informações são referentes ao ano de 2019, mas há bases de 2017, 2018 e 2020 no pacote. A categoria ‘fotos de rostos’ também inclui arquivos entre 2012 e 2020.”


A venda do pacote de dados é, no mínimo, de US$ 500, com limite de dez categorias para um mesmo CPF.


Fonte: Brasil 247


0 comentários:

Postar um comentário