domingo, 31 de janeiro de 2021

Áudio bomba: Ministro de Bolsonaro desdenha de greve e caminhoneiros se revoltam!

 


Circula pelos grupos de WhatsApp dos caminhoneiros um áudio atribuído ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em que ele aparece dizendo que não vai atender a nenhum item da pauta dos motoristas que anunciaram greve para amanhã. A suposta fala do representante do governo está sendo muito criticada e inflamou ainda mais o movimento.



A conversa teria ocorrido ontem. A um representante da categoria, que se identifica como vice-presidente da associação de caminhoneiros da cidade gaúcha de Capão da Canoa, Freitas teria dito ser impossível não só atender as reivindicações atuais, como também fiscalizar o cumprimento dos benefícios conquistados pelos caminhoneiros na greve de 2018.



Naquela ocasião, a paralisação foi apoiada pelo então candidato a presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Depois do movimento, a maior parte da categoria anunciou que votaria nele.

Fontes da coluna que costumam tratar com Freitas afirmam que a voz da pessoa gravada é do ministro.

Entre outras coisas, o ministro teria dito ao interlocutor:

--- que os caminhoneiros precisam "desmamar" do governo;
--- que os integrantes da categoria devem pensar como empresários;
--- citado obstáculos econômicos e prefeitos e governadores que "fecharam tudo" (referência a localidades que tiveram lockdown para conter a pandemia)


- levantado a suspeita de a paralisação ter motivação política, por estar marcada para o mesmo dia da votação da presidência da Câmara dos Deputados.


Nas dezenas de grupos de WhatsApp onde a greve vem sendo articulada, o áudio atribuído ao ministro foi recebido com indignação. Muitos caminhoneiros autônomos fizeram críticas contundentes a ele e se disseram dispostos a parar as atividades amanhã.


Fonte: Uol

0 comentários:

Postar um comentário