terça-feira, 23 de junho de 2020

Assessores de Flávio Bolsonaro na Alerj negociam delação

Oito servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) negociam delação premiada com o Ministério Público do Rio.
De acordo com informações da coluna de Ancelmo Gois, no Globo desta terça-feira (23), eles integram um grupo de 75 servidores (ou ex-servidores) suspeitos de participar do esquema de “rachadinha” dentro da Alerj.
O esquema veio à tona em 2018, através de relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Estes funcionários estavam lotados nos gabinetes de 22 deputados, inclusive do então deputado Flávio Bolsonaro.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário