sábado, 16 de maio de 2020

Prefeito de Manaus: Bolsonaro é cretino, nojento e assassino

Arthur Virgílio acusa presidente de ser responsável por milhares de mortes



O prefeito de Manaus, Arthru Virgílio (PSDB), mostrou toda a sua indignação com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao defini-lo como palhaço", "covarde", "cretino", "nojento", "analfabeto", "imbecil", "primata".
Em entrevista a Josias de Souza, no UOL, Virgílio também acusou o presidente de assassinato indireto ao "incitar as pessoas a saírem às ruas, violando o isolamento social, melhor arma contra a covid-19." 
"Ele é ridicularizado. Trata-se de pessoa primária, um primata. Estamos sendo governados por um cretino de dicionário médico, responsável por milhares de mortes", definiu o prefeito.
Leia a entrevista completa aqui.


Reações:

2 comentários: