sexta-feira, 8 de maio de 2020

Aras virou alvo de Bolsonaro depois de abrir investigação sobre depoimento de Moro

Depois de abrir investigação sobre denúncias de Moro, Aras vira alvo de críticas de Bolsonaro


O procurador-geral da República, Augusto Aras, não está mais em alta no Palácio do Planalto. Aras passou a ser duramente criticado por Jair Bolsonaro e seus aliados mais próximos por ter aberto uma investigação sobre as acusações do ex-ministro Sergio Moro contra o presidente.

A avaliação de Bolsonaro e seus aliados é que o PGR nem esperou a situação “decantar” para pedir a abertura da investigação. O grupo alega que Aras poderia ter aguardado alguns dias e avalia que o inquérito agrava ainda mais a crise que envolve Bolsonaro e seu governo.


O PGR pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que abrisse uma investigação sobre o caso poucas horas depois de Moro pedir demissão e acusar Bolsonaro de intervir na PF. Mas deixou uma brecha para imputar o crime de denunciação caluniosa ao ex-ministro, se as suas declarações não forem comprovadas.

Integrantes da Procuradoria-Geral da República davam como a indicação de Aras ao Supremo Tribunal Federaal (STF). Após a abertura do inquérito envolvendo Bolsonaro, investigadores avaliam que as chances foram muito reduzidas.


Fonte: O Globo
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário