quinta-feira, 16 de abril de 2020

Presidente do Banco Central diz que reduzir mortes por Covid-19 é pior para a economia

Em fala a investidores do mercado financeiro, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, descontextualizou os dados de um gráfico elaborado por economistas do Centro de Pesquisas de Política Econômica para afirmar que o isolamento social irá aprofundar a recessão econômica. É o que aponta uma reportagem da jornalista Amanda Audi, no site Intercept Brasil.
"Esse é um gráfico que muita gente tem comunicado em palavras, que é a troca entre o tamanho da recessão e o achatamento da curva [de contaminação] que você quer atingir. Mostra que, quando você tem um achatamento maior, você tem uma recessão maior e vice-versa", disse Campos Neto em uma live organizada pela XP Investimentos, uma das maiores corretoras de valores do Brasil. 


De acordo com a matéria, "na lógica fria de Campos Neto, quanto mais rápido vierem novos casos e mortes por covid-19, melhor para a economia. Mais importante é que a indústria continue produzindo e vendendo. Ainda que isso cause o colapso de hospitais e do sistema de saúde pública, forçando médicos e escolher quem atender e quem deixar morrer, é um preço razoável a pagar em nome do lucro".
"A fala do presidente do BC embute uma desonestidade intelectual. O gráfico usado por ele consta da introdução do livro 'Mitigating the covid economic crisis: act fast and do whatever it takes' – 'Reduzindo a crise econômica da covid: agir rápido e fazer todo o possível', em tradução livre. Trata-se de uma compilação de artigos organizada pelos economistas Richard Baldwin e Beatrice Weder di Mauro, do Centro de Pesquisas de Política Econômica, um think tank baseado em Genebra e que desde 1983 reúne mais de 700 pesquisadores de universidades majoritariamente europeias. Lançado em 18 de março, o livro (em inglês) pode ser baixado de graça na internet".


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário