domingo, 1 de março de 2020

Pedido de Impeachment de Bolsonaro chega nas mãos de Maia na segunda

O pedido de Impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) chegará ás mãos de Rodrigo Maia (DEM/RJ) nessa segunda-feira 02 de março. O pedido será entregue por Alexandre Frota (PSDB-SP) na casa do presidente da Câmara dos deputados. Caberá a Maia, a decisão de dar prosseguimento ou não ao processo de Impeachment contra Bolsonaro, ao mesmo tempo em que as ruas são convocadas a favor e contra Bolsonaro em março.
Alexandre Frota vai entregar na próxima segunda, 02 de março a peça com o pedido de Impeachment do presidente Jair Bolsonaro, segundo o deputado, ele estaria sendo cuidadoso e minucioso quanto ao conteúdo jurídico para embasar a peça de Impeachment de Bolsonaro.


“Todos os procedimentos e cuidados estão sendo tomados para uma peça irretocável com conteúdo imbatível. Estou fazendo meu trabalho pela democracia e defendendo o Congresso Nacional. Vou deixar nas mãos do maestro Rodrigo Maia. Sei do momento importante, sei da crise aberta institucional. É um [pedido de] impeachment jurídico e político. [Do lado] jurídico, estamos seguros que a peça é forte pelos profissionais envolvidos. Politicamente, deixo com Maia”, explicou Frota.
A iniciativa de Frota é uma reação a Bolsonaro convocar atos pelo fechamento do Congresso Nacional, no dia 15 de março. Conversas vazadas de grupo privado bolsonarista, mostram que empresários próximos ao presidente estão dispostos a financiar o ato a favor de Bolsonaro.


“Estou ouvindo muito as ponderações e conselhos do líder [do PSDB] Carlos Sampaio (SP) e do meu presidente, Bruno Araújo. Estou ciente, seguro e no meu direito”, completou o deputado. E acrescentou: “Fernando Henrique Cardoso disse em sua postagem que alguém precisa gritar. Eu escolhi gritar pela democracia”.
Se for verdade que o Presidente eleito e empossado está convocando um ato contra o Congresso Nacional, estamos diante de uma clara necessidade da abertura de um processo de IMPEACHMENT. Já escrevi na FOLHA contra o impeachment deste fascista que governa o país, +

View image on Twitter

22 people are talking about this

Frota falou ao jornal Metrópole de Brasília. Ele pediu desculpas ao país pela eleição de Bolsonaro e por ter contribuído para isso. Frota também afirmou que irá elaborar a convocação do General Heleno do Gabinete de Segurança Institucional, sobre sua fala de que os deputados são chantagistas.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário