segunda-feira, 23 de março de 2020

Desembargadora libera investigação contra Flávio Bolsonaro

Cadê o Queiroz?

A desembargadora Suimei Cavalieri, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), derrubou nesta segunda-feira 23/III sua própria decisão que travava a investigação sobre o senador Flávio Bolsonaro no escândalo da "rachadinha de salários" em seus tempos de deputado estadual no Rio. Com a decisão, a investigação continua no Ministério Público Estadual (a defesa queria que o caso transitasse no Órgão Especial do TJ-RJ).
A suspensão, determinada por ela em 11/III, era para permitir o caso fosse analisado por outros desembargadores da 3ª Câmara Criminal. Agora, porém, ela cita a "pandemia de coronavírus", que suspendeu as sessões de julgamento até 31/III, para justificar a mudança de ideia.
De acordo com Cavalieri, a espera pelo colegiado poderia perpetuar “indefinidamente a suspensão do procedimento investigatório, o que não corresponde ao alcance que se pretendia atribuir àquela decisão monocrática”.
Flávio é investigado desde janeiro de 2018 sob a suspeita de recolher parte do salário de seus empregados na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) de 2007 a 2018, quando era deputado estadual. Essa prática é chamada de "rachadinha". Os crimes em apuração são peculato, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio e organização criminosa. O pivô do escândalo é o então "assessor" de Flávio nos tempos de Alerj, Fabrício Queiroz.

Fonte: Conversa Afiada
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário