domingo, 5 de janeiro de 2020

Ex-mulher de Bolsonaro é investigada por rachadinha no gabinete de Carluxo

Ana Cristina Valle, segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro, foi chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro e vai depor sobre parentes dela que foram nomeados na Câmara de Vereadores do Rio, mas moravam em MG


Lotada como chefe de gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) entre 2001 e 2008, a segunda ex-mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, foi convocada a depor pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), informa O Globo neste domingo (5).
"Embora tenha gravado vídeo em dezembro dizendo que não era investigada, Ana Cristina é sim alvo de uma investigação por uso de funcionários fantasmas e eventual prática de 'rachadinha', como é conhecida a devolução de salários, no gabinete de Carlos", conta a reportagem.


"Durante seus mandatos como vereador, Carlos Bolsonaro nomeou sete parentes de Ana Cristina. Parte deles, no período em que ela viveu em união estável com o presidente Jair Bolsonaro, entre 1998 e 2008. Dois familiares da ex-mulher do presidente admitiram para a revista Época nunca ter trabalhado para o vereador, embora estivessem nomeados. Ambos viviam em Minas Gerais. O MP ainda apura suspeitas de que, pelo menos, outros três profissionais nunca deram expediente na Câmara", explica O Globo.
Magnum Roberto Cardoso, advogado de Ana Cristina, solicitou que o depoimento fosse prestado em Resende, no Sul do Estado, onde Ana Cristina possui residência e trabalha. O caso tramita sob segredo de Justiça no MP-RJ.
Carlos Bolsonaro é investigado em dois procedimentos do Ministério Público estadual.


Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário