terça-feira, 12 de novembro de 2019

Porta-voz do MBL dá um chute em atendente negra e a chama de crioula e é detido

O porta-voz do MBL (Movimento Brasil Livre) em Belo Horizonte, Thiago Dayrell, 24, foi detido por policiais militares no fim de semana, acusado de agredir funcionários e chamar uma cozinheira de "crioula" no Takos Mexican Gastrobar, na Savassi, área nobre de Belo Horizonte. Hoje ele negou que tenha cometido crime de racismo, classificou a denúncia de caluniosa e disse que foi espancado no local.


A confusão teria começado no momento em que Thiago pagava a conta. Funcionários do Takos contaram aos policiais que ele se exaltou ao reclamar do atendimento. Um dos integrantes da equipe do restaurante solicitou que ele abaixasse o tom de voz para tentar conversar. Nesse momento, de acordo com os funcionários, Dayrell teria arremessado um cartão bancário e dito: "Cobra essa porra logo". Diante da confusão, uma cozinheira se aproximou e pediu calma.


Os funcionários contaram que, ao ver a cozinheira fazer o pedido, o porta-voz do MBL teria dito: "Não coloca a mão em mim, sua crioula". Eles também relataram à polícia que, diante disso, determinaram que ele deixasse o restaurante. Nesse momento, Dayrell teria insultado e colocado a mão em um dos atendentes. Os funcionários disseram ainda à polícia que a cozinheira tentou separá-los, mas o membro do MBL a teria agarrado pelo pescoço e chutado sua perna direita. Clientes do restaurante tiveram de intervir e apartar a briga.


Fonte: UOL
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário