sábado, 14 de setembro de 2019

Dino diz que Lula terá que ser solto em no máximo três semanas

"O direito à liberdade de Lula desde o mês de abril deriva da detração prevista no art 387 do CPP. O Ministério Público reconheceu esse direito. E em setembro ele completa 1/6 da pena. Na pior das hipóteses, em 2 ou 3 semanas DEVE estar no semiaberto. Não é favor, é direito", afirma o governador do Maranhão, Flávio Dino


A prisão política do ex-presidente Lula, determinada pelo ex-juiz Sergio Moro para que ele não disputasse as eleições presidenciais de 2018, que venceria no primeiro turno, terá que chegar ao fim em no máximo três semanas. Quem garante é o governador do Maranhão, Flávio Dino, que foi juiz e passou em primeiro lugar no mesmo concurso prestado por Moro.


O direito à liberdade de Lula desde o mês de abril deriva da detração prevista no art 387 do CPP. O Ministério Público reconheceu esse direito. E em setembro ele completa 1/6 da pena. Na pior das hipóteses, em 2 ou 3 semanas DEVE estar no semiaberto. Não é favor, é direito.
— Flávio Dino 🇧🇷 (@FlavioDino) September 14, 2019



Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário