quarta-feira, 19 de junho de 2019

Parlamentares pedem que Câmara vote pedido de exoneração de Moro

Deputados alegam que Moro cometeu grave desvio ético e legal, não reunindo mais as condições ético-jurídicas para o exercício do cargo

Deputados do PSB entraram como pedido de requerimento na tarde desta quarta-feira (19) para que o plenário da Câmara dos Deputados delibere sobre um pedido formal ao presidente Jair Bolsonaro para que ele exonere do cargo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.
A peça assinada pelos parlamentares Bira do Pindaré (MA), Gervásio Maia (PB), Lídice da Mata (BA) e Marcelo Nilo (BA), todos dos PSB, argumenta que Moro cometeu grave desvio ético e legal, não reunindo mais condições ético-jurídicas para o exercício do cargo.


No documento a qual o blog teve acesso os congressistas apontam que os trechos das conversas reveladas pelo The Intercept Brasil apontam claramente “interesse político partidário” de Moro visando interferir no resultado das eleições.

Os parlamentares citam, por exemplo, trechos de conversas em que fica clara a interferência de procuradores para que o ex-presidente Lula não desse entrevistas para Folha de S. Paulo durante o período eleitoral no ano passado.

“Vários procuradores e o próprio juiz manifestam não apenas preocupações, vão muito além, e combinam entre si recursos judiciais a ser interpostos, considerando que se revoltam com a decisão da Procuradora Geral em declarar que não irá recorrer”, diz trecho do documento.


Fonte: Revista Fórum
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário