terça-feira, 21 de maio de 2019

7 milhões de pessoas cancelaram a linha de celular em 12 meses

O Brasil encerrou abril de 2019 com 228,63 milhões de linhas móveis em operação, redução de 3% do total de linhas no país em 12 meses (-7,07 milhões). Segundo levantamento da Anatel, divulgado nesta segunda-feira, 20, as linhas móveis pós-pagas registraram um total de 102,85 milhões de unidades em operação (44,89%). O resultado, no segmento, segue a tendência de crescimento, aumento de 6 pontos percentuais de participação em 12 meses, resultado de um acréscimo no volume de linhas pós-pagas de 12,44% (com adição líquida de 11,37 milhões de unidades). Em relação às linhas pré-pagas, o balanço aponta queda de 12,79% (redução de 18,44 milhões de unidades) totalizando 125,78 milhões em operação no mês passado. O desempenho impactou na queda consolidada do número de linhas do serviço.



Prestadoras

O balanço da Anatel indica que, em abril passado, os grandes grupos da telefonia móvel representavam 97,42% do mercado (222,75 milhões de linhas em operação): a Vivo registrou 73,58 milhões de unidades, seguida da Claro com 56,37 milhões, da TIM com 55,20 milhões e da Oi com 37,58 milhões.




O balanço também aponta que nos últimos 12 meses, todas elas apresentaram redução na base de assinantes: TIM menos 4,06% (-2,33 milhões de desconexões), Claro menos 4,43% (redução de 2,61 milhões), Oi menos 3,20% (queda de 1,24 milhão) e Vivo menos 1,98% (1,48 milhão acessos a menos).


Fonte: Conversa Afiada
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário