GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

Mostrando postagens com marcador Vídeo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Vídeo. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

🎥Vaza Áudio Da Deputada Carla Zambelli Sobre Compra De Votos Na Reforma Da Previdência

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP) acaba de divulgar em suas redes sociais, um suposto áudio de uma deputada bolsonarista, que confessa que só teria recebido emendas do governo federal, por ter “votado a favor da reforma da previdência”



A deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) acaba de tornar público um áudio-bomba que mostraria a suposta compra de votos para a aprovação da reforma da previdência no governo de Jair Bolsonaro. No áudio a deputada Carla Zambelli (PSLS-SP) teria confessado ao secretário de saúde da cidade de São Carlo, que só conseguiu verbas para suas emendas, porque votou a favor da reforma das previdências.
Sâmia disse em seu twitter: “Somado a diversas manifestações públicas de parlamentares e também do governo, o áudio de Carla Zambelli revela que a reforma da previdência só foi aprovada a partir da liberação de dinheiro público para compra de votos. Um verdadeiro esquema sujo de “toma lá, dá cá”.


Ontem o Ministério Público Federal do Distrito Federal um inquérito para apurar a influência indevida de Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a aprovação da reforma previdenciária.


Sobre isso, a deputada Sâmia Bomfim declarou: “A bancada do PSOL abriu inquérito no MPF para verificar a liberação de mais de R$ 444 milhões em emendas sem autorização. A integralidade da votação da reforma da previdência está em cheque. É inadmissível que dinheiro público seja usado para influenciar o processo legislativo.”
Ouça o áudio:
ESCÂNDALO! Circula na internet um áudio da deputada Carla Zambelli confessando para o Secretário de Saúde de São Carlos que só conseguiu a liberação de recursos para suas emendas porque votou a favor da reforma da previdência.

2,582 people are talking about this
Somado a diversas manifestações públicas de parlamentares e também do governo, o áudio de Carla Zambelli revela que a reforma da previdência só foi aprovada a partir da liberação de dinheiro público para compra de votos. Um verdadeiro esquema sujo de "toma lá, dá cá".
A bancada do PSOL abriu inquérito no MPF para verificar a liberação de mais de R$ 444 milhões em emendas sem autorização. A integralidade da votação da reforma da previdência está em cheque. É inadmissível que dinheiro público seja usado para influenciar o processo legislativo.
220 people are talking about this
Fonte: Falando Verdades

🎥Documentário jornalístico mostra a influência dos EUA na Lava Jato

O documentário do Jornal GGN, dá detalhes da influência norte-americana na Operação Lava Jato e como a operação “anticorrupção” se tornou vital para o interesse norte-americano na política e geopolítica. Não a toa que depois dessa farsa jurídica, com amplo apoio midiático levou ao poder Jair Bolsonaro, totalmente alinhado a Trump.



O jornal GGN produziu um documentário financiado por seus leitores, sobre a influência dos EUA na Operação Lava Jato.
Um documentário que mostra como os EUA montaram uma estrutura anticorrupção que espalhou seus tentáculos por diversos países, incluindo o Brasil, atingindo em cheio a Petrobras e outras grandes companhias nacionais.
A Lava Jato levou a Petrobras a ser processada nos Estados Unidos. No total, a empresa despendeu 3,8 bilhões de dólares em multa imposta pelo governo norte-americano e indenizações aos acionistas estrangeiros.


As perdas da Petrobras no exterior se devem à montagem de uma estrutura global dedicada ao combate à corrupção, que cresceu exponencialmente após o atentado às Torres Gêmeas, levando o País a se tornar uma espécie de polícia do mundo.
Essa estrutura foi construída a partir de três leis e duas instituições que vamos abordar no primeiro capítulo da série.
As leis permitem investigações contra estrangeiros mesmo quando os crimes não têm origem nos Estados Unidos.


Já as duas instituições fundaram uma notável rede de cooperação internacional, um arranjo que alguns críticos consideram inconstitucional porque desrespeita a soberania dos estados nacionais.
Este vídeo é a estreia da série inédita do GGN sobre a influência dos Estados Unidos na Lava Jato e a indústria do compliance.
São 5 capítulos, no total, cada um abordando uma peça específica desse grande “xadrez” envolvendo a Lava Jato e os interesses norte-americanos:
1- Como a anticorrupção virou bandeira política dos EUA
2- A cooperação internacional BRA-EUA: do Banestado à Lava Jato
3 – A geopolítica do capital: Brasil (e pré-sal!) na mira dos EUA
4 – Os processos que a Petrobras enfrentou nos EUA
5 – A indústria do compliance



Veja o documentário:

🎥Manifestante é agarrada pelos cabelos e agredida pela PM em protesto do MPL em SP




GENTE, @andrezadelgado está com o celular, está falando no zap com a gente. Ela pediu para subir um vídeo aqui, vou upar AGORA. Ajudem a divulgar com a tag:
| 🆘
A @andrezadelgado ajudava pessoas agredidas pela PM, quando a polícia A PUXOU PELO CABELO, JOGOU NO CHAO E ARRASTOU, além de golpes diversos dados nela e em mais pessoas que estavam protestando por direitos.
Vídeo (FB)


🎥Secretário de Cultura posta vídeo de inspiração nazista ao propor nova arte para o Brasil

Roberto Alvim, que se notabilizou por insultar Fernanda Montenegro, apresentou em video o prêmio nacional de Cultura citando Goebbels, um dos ideólogos do nazismo, e com música de Richard Wagner ao fundo, compositor preferido dos nazistas; ou seja: o nazismo é a nova ameaça que ronda o Brasil sob Bolsonaro; vídeo



O secretário nacional de Cultura, Roberto Alvim, copiou a proposta nazista ao propor uma nova arte para o Brasil. Reproduzindo uma fala de Joseph Goebbels, ideólogo da propaganda nazista, ele propôs uma nova arte para o Brasil. "A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada", disse ele.
Goebbels já havia dito coisa bem parecida no auge do nazismo. "A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada", afirmou.
Para completar o quadro grotesto, Alvim postou seu vídeo com a ópera de Richard Wagner, compositor preferido dos nazistas ao fundo. Confira:

| Marco histórico nas artes e na cultura brasileira! Com investimento de mais de R$ 20 milhões, o Prêmio Nacional das Artes vai apoiar projetos de sete categorias em todas as regiões do Brasil. Dê o play e confira!

1.251 pessoas estão falando sobre isso
Fonte: Brasil 247

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

🎥Bolsonaro foge de entrevista ao ser questionado sobre Queiroz

Acovardado, Bolsonaro foge da entrevista ao ser perguntado por Queiroz, veja:



segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

🎥Pastor confessa estupro e é aplaudido em Igreja

O crime teria ocorrido a mais de 20 anos atrás, no entanto o pastor Andy Savage dos EUA, nunca foi preso. A confissão foi feita durante um culto em uma Igreja evangélica, mesmo confessando e tendo chorado pelo fato, o pastor foi aplaudido de pé pelos fiéis.  Ele falou em “incidente sexual”. O pastor confessa seu crime e mesmo assim é ovacionado


Um pastor norte-americano, confessou que teve um “incidente sexual” com uma adolescente,  há cerca de  20 anos atrás, ele contou durante um culto em igreja evangélica nos EUA. Após escutarem o relato do pastor, os fiéis oraram e aplaudiram de pé o pastor.
“Enquanto ainda estava na faculdade, no Texas há mais de 20 anos, lamentavelmente tive um incidente sexual com uma aluna do ensino médio daquela igreja”, revelou.



A vítima, Jules Woodson, usou as redes sociais na época para confirmar que havia sido abusada pelo pastor.


A confissão aconteceu em 2018, até então Savage não havia sido condenado. A confissão foi em uma Igreja do Memphis /Teenesse/EUA.
A vítima Jules Woodson tinha 17 anos de idade, quando foi abusada sexualmente pelo pastor.


Savage tinha 22 anos quanto cometeu o crime e era pastor de jovens da igreja que Jules frequentava. A vítima afirma que foi obrigada a fazer sexo oral nele. “Eu fiz aquilo porque estava com medo, em choque e não entendia o que estava acontecendo”, disse. Jules chegou a procurar o pastor principal da congregação que, na época, pediu para ela ficar  em silêncio e não dizer nada.
Após a confissão de Savage, o pastor que guiava o culto, Chris Conlee orou por Savage e disse que ”nos entristece que a senhora Woodson não tenha trilhado o mesmo caminho da cura”.
A vítima disse que um pedido de desculpas de Savage não mudaria o que aconteceu e que foi contra a lei.
O pastor confessa seu crime, não pagou legalmente pelo ato e no entanto é ovacionado, qual sua opinião
Com informações da CBS NEWS


Veja o vídeo da confissão:




domingo, 12 de janeiro de 2020

🎥Bolsonaro publica vídeo em que ministro da Educação diz que concursos públicos selecionam pessoas de esquerda

Em produção de um minuto, Weintraub não apresenta evidências de suas afirmações



O presidente Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais um vídeo em que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirma que os concursos públicos no Brasil selecionam pessoas com viés político de esquerda.


"Entre na internet e veja como foi o último concurso público da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Se você ver, é um concurso que [não] tem praticamente nada de matemática e está lá falando governo estadounidense. Então você, na seleção, já seleciona pessoas com viés de esquerda nos concursos, como é o Enem", diz Weintraub.
O vídeo foi publicado na conta oficial de Bolsonaro no Facebook. Na postagem, o presidente escreveu "doutrinação e mentiras até nos concursos". "Caso fosse perguntado numa prova: após a saída de João Goulart, em 1964, quem assumiu a presidência da república? Qual sua resposta?", acrescentou o mandatário, referindo-se ao presidente da República deposto pelo golpe militar daquele ano.





Veja o vídeo aqui
No vídeo, o ministro da Educação também diz que a suposta doutrinação nos concursos públicos remonta ao governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Ele não apresenta no vídeo, que tem um minuto, provas que endossem suas afirmações.


"Veja, isso começou com o Fernando Henrique. A gente não está falando de 16 anos de PT, a gente está falando mais de um quarto de século. De continuamente uma doutrinação que começa de uma forma suave e gradualmente você vai começando a achar o errado normal. E de repente você tem que achar o errado bonito. É disso que a gente está falando", afirma Weintraub.
Na peça, o ministro também classifica o ministério da Educação como "um colosso" e diz que a pasta concentra 300 mil dos 600 mil funcionários do governo federal. "Esse corpo aqui está cheio de pessoas que prestaram concurso público. É importante que seja dito como são esses concursos públicos", afirma.

Fonte: Folha