GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

Mostrando postagens com marcador Mundo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mundo. Mostrar todas as postagens

sábado, 7 de dezembro de 2019

Vergonha Internacional: Ministro de Bolsonaro fala sobre falso acordo com a Alemanha e é desmentido pelos alemães

"A Embaixada da Alemanha desmentiu o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre sua afirmação de que o governo alemão teria concordado com os termos da minuta feita pelo Ministério do Meio Ambiente sobre o novo desenho do Fundo Amazônia", aponta reportagem da jornalista Daniela Chiaretti, publicada no jornal Valor.


"A Embaixada da Alemanha recebe com espanto as declarações sobre o Fundo Amazônia veiculadas nestes últimos dias", disse, em nota. "A Embaixada recebeu no início desta semana uma proposta formal do BNDES para reformular o Fundo Amazônia, autorizada, segundo o BNDES, pelo ministro Salles. Esta proposta está em avaliação e a Alemanha não comentou o assunto até o momento com o lado brasileiro. A avaliação será realizada em estreia cooperação com a Noruega", esclareceu a chancelaria.


Fonte: Brasil 247

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Washington Post fala em grande traição de Trump contra Bolsonaro

Não adiantou o I Love You para o Trump e entregar a Base de Alcântara 
No caso da taxação do alumínio e aço brasileiro,  o jornal norte-americano classificou o ato como uma “chicotada política’‘ e que as relações com o presidente americano, que está concorrendo reeleição nos EUA, tem seus limites. A análise é do The Washington Post.
Não adiantou o I Love You para o Trump, nem liberar a entrada de trigo norte-americano no Brasil, nem comprar briga dos americanos contra Cuba, a favor de Israel na ONU, as relações com Trump, mostram que o presidente americano vai privilegiar os americanos em primeiro lugar a seus aliados “subalternos” como o Brasil, que entregou tanto e recebeu pouco ou quase nada em troca, como analisou  Jamil Chade no UOL.

“Me enganei sobre o Trump”, dispara Bolsonaro

Presidente diz que está tentando renegociar a elevação da tarifa imposta pelos EUA sobre o aço e alumínio brasileiros


Em entrevista ao Jornal da Record, da TV Record, na noite desta segunda-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro já avalia que pode ter se enganado ao encampar uma política completamente subserviente aos Estados Unidos. Mais cedo, o presidente estadunidense, Donald Trump, anunciou pelo Twitter o aumento das tarifas de todo aço e alumínio importado do Brasil e da Argentina como retaliação à desvalorização “maciça” de suas moedas frente ao dólar.


De acordo com Bolsonaro, que mais cedo afirmou que, “qualquer coisa”, telefonaria para Trump, a equipe econômica do governo está tentando negociar o aumento das tarifas. “Caso não tenha sucesso, me enganei sobre Trump”, disparou.
AI-5
Na mesma entrevista, Bolsonaro defendeu o ministro da Economia, Paulo Guedes, por conta de declaração pró-AI-5. “Citar o AI-5 eu não vejo nada demais. Não vejo motivo para tanta pressão por causa disso aí. Pediram até a cabeça do Paulo Guedes por isso aí. Paulo Guedes está firme. O Brasil esta mudando com o comando do Paulo Guedes. No comando da questão econômica, evidentemente”, afirmou.


“Não existe isso de cassar direitos. Se quiser cassar direitos, tem que passar pelo Parlamento”, completou.
O presidente disse também que seu maior mérito tem sido a escolha dos ministros e afirmou não enxergar erros no governo. “Não vi erro no governo. Se tivemos pequenas falhas, peço desculpas”, disse ainda.


Fonte: Revista Fórum

🎥Cristina Kirchner destrói juri do seu processo num curto discurso histórico

"A história me absolveu e me absolverá, e vocês serão condenados por esta história", disse a vice-presidenta eleita da Argentina, que sofre um processo de lawfare semelhante ao que levou Lula à prisão e que tirou Dilma da presidência; assista


A ex-presidenta da Argentina, a pouco mais de uma semana de assumir a vice-presidência do país, compareceu a um tribunal de Buenos Aires nesta segunda-feira (2) para depor em sua defesa diante do processo que vem sofrendo. Ela é acusada de liderar uma organização criminosa acusada de favorecer o empresário Lázaro Báez na concessão de licitações para obras rodoviárias em a província de Santa Cruz (Patagônia).
A vice-presidenta eleita acusa seu processo, assim como o que levou o ex-presidente Lula à prisão, de ser embasado pelo lawfare. “Na Argentina, como no resto da América Latina, a articulação dos meios de comunicação hegemônicos e o aparato judicial com o objetivo de demonizar e destruir os líderes dos governos populares e democráticos, foi transformado em um plano sistemático”, explicou em postagem no Twitter horas antes da audiência.
Diante do tribunal, Cristina fez um discurso curto, porém histórico. “”A história me absolveu e me absolverá, e vocês serão condenados por esta história”, disparou.
Assista.

😱🇦🇷 CRISTINA ON FIRE

“A história vai me absolver e vai condenar vocês”, diz Cristina aos juízes. Indagada se responderia perguntas, lascou: “Perguntas são vocês que têm que responder, não eu”

131 pessoas estão falando sobre isso
Fonte: Revista Fórum

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

‘Se for o caso, ligo pro Trump’, diz Bolsonaro ao saber de tarifas sobre aço e alumínio

Presidente brasileiro foi pego de surpresa na saída do Palácio da Alvorada ao saber da retomada de tarifas sobre aço e alumínio



O presidente Jair Bolsonaro foi pego de surpresa, na manhã desta segunda-feira 02, ao descobrir que de importação sobre o aço e o alumínio do Brasil.


A tarifa sob o aço e alumínio tinha sido aliviada para Brasil e Argentina em agosto de 2018, em um acordo que criou cotas específicas de importação sem uma tarifa adicional caso as empresas comprovassem falta de matéria-prima nos EUA.
Na época, Donald Trump travava mais um episódio da guerra comercial que estabelecera com a China e adotava medidas protecionistas à indústria norte-americana. Ele chegou a considerar a retomada das taxas para o Brasil, mas a decisão foi revista.


Fonte: Carta Capital

Acabou o amor: para defender agricultores dos EUA, Trump anuncia retaliação comercial ao Brasil

Brasil e Argentina têm presidido uma desvalorização maciça de suas moedas, o que não é bom para os nossos agricultores. Portanto, com efeito imediato, restaurarei as Tarifas em todo Aço e Alumínio enviado para os EUA a partir desses países. A Reserva Federal também deve agir para que os países, dos quais existem muitos, não aproveitem mais nosso dólar forte, desvalorizando ainda mais suas moedas. Isso torna muito difícil para nossos fabricantes e agricultores exportar seus produtos de maneira justa. Taxas mais baixas e frouxars – Fed!

Brazil and Argentina have been presiding over a massive devaluation of their currencies. which is not good for our farmers. Therefore, effective immediately, I will restore the Tariffs on all Steel & Aluminum that is shipped into the U.S. from those countries. The Federal....
.....Reserve should likewise act so that countries, of which there are many, no longer take advantage of our strong dollar by further devaluing their currencies. This makes it very hard for our manufactures & farmers to fairly export their goods. Lower Rates & Loosen - Fed!
2.124 pessoas estão falando sobre isso


Fonte: DCM

Brasil prioriza Taiwan em visto eletrônico, abrindo caminho para crise com China

No fim de outubro, o presidente Jair Bolsonaro disse que iria isentar chineses e indianos da necessidade de visto para entrar no Brasil — na verdade, os cidadãos dos dois países passariam a ter direito ao visto eletrônico brasileiro, uma facilidade que já é concedida hoje aos moradores dos Estados Unidos, da Austrália e do Japão que desejam vir ao Brasil.
Agora, telegramas diplomáticos obtidos pela BBC News Brasil mostram que o Itamaraty está priorizando a implementação do visto eletrônico para os passaportes emitidos pelo governo de Taiwan — e também que não há qualquer iniciativa para estender o benefício a chineses e indianos, ao contrário do que foi dito por Bolsonaro durante sua viagem à Ásia.
O Ministério das Relações Exteriores (MRE) trabalha para garantir o visto eletrônico aos taiwaneses pelo menos desde agosto, segundo as mensagens.


"Não há neste momento iniciativas para implantar a modalidade de visto eletrônico para portadores de documentos de viagem da Índia e República Popular da China", disse o MRE à reportagem da BBC News Brasil, em nota.
Nas respostas aos pedidos via Lei de Acesso à Informação, o órgão também disse que "não há comunicações entre a Divisão de Controle Migratório (DIM) e a Embaixada do Brasil em Pequim sobre o tema em questão, no período solicitado (até o fim de outubro)". A mesma resposta foi dada em relação à Índia.


Leia mais na BBC

sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Brasil dá calote na ONU e pode ser suspenso e sofrer sanções

Trecho da carta da ONU que cobra a dívida do governo brasileiro exibe o valor bilionário, apela que o Brasil pague imediatamente e informa que 136 outros membros estão com suas contribuições em dia.


Vergonhas da vergonhas! O Itamaraty pediu que o Ministério da Economia libere verba com urgência para quitar a dívida do país com a ONU. Motivo?

O Brasil está a um mês de perder o direito de voto na Assembleia Geral das Nações Unidas por ser mau pagador.

O país deve 415,8 milhões de dólares, acumulado entre 2016 a 2019. Com o dólar a R$ 4,19, chega a 1,7 bilhão de reais.


Para não perder espaço na ONU, um mico histórico, o Brasil deve, pelo menos, efetuar o pagamento mínimo da fatura, de 126 milhões de dólares, ou R$ 530,6 milhões, até início de janeiro de 2020. Pouco mais de um mês.

Na Fazenda, o assunto está com o secretário-executivo do ministério, Marcelo Guaranys.

Radar teve acesso à carta de cobrança da ONU, enviada para o embaixador Mauro Vieira, representante do Brasil nas Nações Unidas, em 21 de novembro.

A entidade cobra o pagamento imediato da dívida e lembra que 136 estados membros já contribuíram na íntegra em 2019, e estão quitados com os anos anteriores.


“Se o seu governo pudesse se juntar a este grupo de Estados membros, seria um símbolo concreto de seu apoio à organização”, diz o documento.

E lembra de que a inadimplência pode tirar o direito de voto do Brasil na ONU, segundo o artigo 19 da Carta das Nações Unidas.

E pede que seja feito ao menos um pagamento mínimo, para o país participar das reuniões.

“Recomendo que seja considerado a aplicação desse pagamento mínimo ao orçamento ordinário”.

A carta é assinada por Chandramouli Ramanathan, secretário-geral assistente da ONU.

Jair Bolsonaro tem certa aversão à ONU. Ainda durante a campanha eleitoral criticava as Nações Unidas e chegou a declarar que o Brasil iria abandonar a organização. Depois, explicou que se referia ao Conselho de Direitos Humanos da entidade.

Certas causas menosprezadas por Bolsonaro, são caras para a ONU, como questão indígena, os próprios direitos humanos, respeito às minorias, questões climáticas.

Um exemplo: a organização cobrou uma posição do presidente quando ele declarou ter informações sobre o paradeiro de Fernando Santa Cruz, um militante de esquerda morto pela ditadura e desaparecido até hoje. O caso repercutiu e foi parar no STF também. Bolsonaro desconversou, e disse não ter informações concretas.

No seu discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, em setembro deste ano, citou Donald Trump, outro avesso às Nações Unidas, e disse que a entidade precisava respeitar a liberdade e soberania de cada um.

O chanceler Ernesto Araújo não perde oportunidades para dar suas cacetadas na ONU.

Às vésperas da assembleia da ONU, o Brasil gastou R$ 40 milhões numa campanha para melhorar a imagem e mostrar as qualiades do país

Mas agora chega esse “papagaio” bilionário para ser pago. A rede social bolsonarista é capaz até de defender um calote, mas o preço a ser pago é um risco.


Fonte: Revista Veja

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Após protestos, Câmara do Chile aprova redução de 50% em salário de autoridades

Senadores, deputados, ministros, governadores e até o próprio presidente serão afetados caso a medida seja também aprovada no Senado chileno.


Após massivos protestos no Chile, que chegaram a contabilizar 1 milhão em Santiago na capital do país, a câmara dos deputados do país aprovou nessa quarta-feira,27,  um projeto de lei que irá reduzir o salário de autoridades, que incluem Ministros, deputados, senadores, governadores e até o presidente em cerca de 50%. A medida para entrar em vigor tem que ser ratificada pelo Senado Chileno.
Não se sabe se isso será o suficiente para acalmar as ruas chilenas, que protestam entre coisas, por causa do sistema de pensões e previdência, as privatizações que encareceram o preço dos serviços, uma maioria de aposentados que atualmente sobrevive com menos de um salário mínimo, ao aumento do custo dos transportes públicos, que consomem uma boa parte do orçamento das famílias chilenas, além de outras causas que vinham se acumulando e que “explodiram” quando se iniciou um protesto contra o aumento das tarifas de metrô em Santiago.


Se a lei de redução de salários for aprovada, ela entrará em vigor em cerca de 60 dias e uma comissão especial será formada para estipular os novos salários das autoridades. Salários de funcionários do Judiciário também sofrerão redução no Chile.
Há mais de um mês, o país está coberto por grandes protestos, o que fez a popularidade do presidente Sebastian Piñera cair para 13%, com uma agenda econômica neoliberal, que levou uma multidão ás ruas, não se sabe se a medida irá funcionar para acalmaras ruas, que protestam pro salários, aposentadorias, ensino público , saúde e desigualdades sociais, que tem relação direta com a vida cotidiana das pessoas.
Entenda porque o povo chileno protesta:

Bolsonaro é denunciado ao Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade

O chefe do governo de extrema-direita do Brasil, Jair Bolsonaro, cometeu crimes contra a humanidade e por isso é denunciado no Tribunal Penal Internacional. Ele é acusado de inicitar o genocídio de povos indígenas no Brasil.


Jair Bolsonaro foi denunciado nesta quarta (27) no Tribunal Penal Internacional (TPI) por crimes contra a humanidade e incitação ao genocídio de povos indígenas do Brasil. 


A representação é da Comissão Arns e do Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos, informa a jornalista Mônica Bergamo em sua coluna na Folha de S.Paulo.    
Segundo a denúncia, Bolsonaro incitou violência contra populações indígenas e tradicionais, enfraqueceu a fiscalização e foi omisso na resposta a crimes ambientais na Amazônia.   
Lamentando que no Brasil não encontraram um caminho eficiente para parar essas ações de um chefe de Executivo cada vez mais empenhado em massacrar o povo brasileiro, a Comissão Arns e o Coletivo de Advocacia em Direitos Humanos, afirma que indo ao Tribunal Penal Internacional esperam "estimular as forças internas do Brasil para apurarem essas questões”, diz o presidente da Comissão Arns, o ex-ministro José Carlos Dias.  
A denúncia contra Bolsonaro também é assinada pelo ex-ministro José Gregori e os advogados Antonio Carlos Mariz de Oliveira, Eloisa Machado e Juliana Vieira dos Santos.   
O Tribunal Penal Internacional iniciou as atividades em 2002 e costuma se dedicar a casos de genocídio e crimes contra a humanidade.


Fonte: Brasil 247

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Carro policial atropela casal gay intencionalmente durante protesto no Chile

Caso será incluído entre os abusos aos direitos humanos registrados no país em meio aos protestos sociais, mostrando que a homofobia também é um elemento presente na atuação repressiva dos policiais


Um casal gay se manifestava pacificamente no centro de Santiago e caminhava de mãos dadas, quando um furgão lançador de gases lacrimogêneos avançou rapidamente contra eles, atropelando ambos.
A agressão aconteceu há uma semana, no dia 19 de novembro, mas só foi denunciada formalmente nesta terça-feira (26), por iniciativa do Movilh (Movimento de Integração e Liberação Homossexual do Chile), que pede a aplicação da Lei Antidiscriminação para o caso.


Uma das vítimas é um sociólogo, identificado com as iniciais N.M.V., que relata que “o ataque foi claramente intencional, porque nós estávamos na calçada, em uma rua que não estava movimentada, e não havia nada mais ocorrendo naquele momento que justificasse jogar o veículo sobre nós”. Logo, o furgão teria retrocedido para, primeiro, lançar gases lacrimogêneos sobre as vítimas e depois sair em disparada, sem prestar socorro aos atropelados.
A vítima também afirma que ambos foram jogados no chão após o impacto e ainda tiveram o socorro prejudicado pelos gases lançados em seguida, “o que dificultou nossa reação e também demorou o auxílio de pessoas próximas, que só puderam chegar minutos depois, quando o efeito dos gases foi diminuindo”, conta o sociólogo, que sofreu lesões no ombro e no pescoço, enquanto seu namorado apresentou ferimentos no braço esquerdo, o qual tentou usar para absorver o impacto.
Análise
Segundo o advogado Óscar Rementería, porta-voz da entidade de defesa da comunidade LGBTI chilena, “o episódio ocorreu por volta das 21h30 daquele dia, em um local onde não havia grande presença de pessoas. Portanto, o motorista do veículo viu quem eram as pessoas que atropelou, viu o que estavam fazendo e avançou sobre elas porque eram dois homens de mãos dadas”.
Rementería afirmou que o caso já estava sendo analisado há dias, mas esperaram ter provas em vídeo das câmeras de segurança do local para poder oficializar a denúncia.


Fonte: Revista Fórum

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Eleição apertadíssima no Uruguai: Direita na frente por menos de 34 mil votos

As eleições no Uruguai, que apontavam a vitória do candidato de centro-direita, com uma margem um pouco maior, estão indefinidas com uma diferença de votos menor que 34 mil votos, com 96,5% dos votos (22:45 de Brasília) o candidato da centro direita tem 1.129.274 votos e o candidato da centro-esquerda, da Frente Ampla,Daniel Martínez tem  1.097.068 votos, uma diferença menor que 33 mil votos


Houve denúncias de contas no Whatsapp espalhando terror de extrema-direita, mensagens contra a Frente Ampla (coalizão de centro-esquerda), de números que seriam do Brasil. O jornal El País, diz que a Corte eleitoral do Uruguai, só irá divulgar o ganhador das eleições , entre quinta e sexta-feira, devido a diferença mínima e estreita , serão computados os votos “observados”, de quem teria trabalhado nas eleições no Uruguai, para ter informações mais detalhadas.


Os resultados em tempo real, podem ser acessados aqui no site da Suprema Corte Eleitoral Uruguaia.

Con 95,50% , la derecha se impone en . Contar voto a voto. Final muy ajustada. 32393 votos de diferencia a esta hora.
View image on Twitter
97.97%. Hoy no habrá proclamación. Se sabrá jueves o viernes quién sería el próximo Presidente.
View image on Twitter
87 people are talking about this