domingo, 29 de agosto de 2021

Manifestante que queria acabar com a ‘tirania da Covid’ morre de coronavírus


 New York TimesCaleb Wallace, americano e líder do movimento antimáscara do Texas, nos EUA, morreu de Covid. Ele passou três semanas na UTi e não resistiu ontem (28), aos 30 anos. Quem confirmou a morte do manifestante foi o New York Times, que falou com a esposa.




O homem ficou famoso depois de se posicionar contra máscaras e todas as restrições contra a covid-9. Em sua página numa rede social, a esposa dele, Jessica Wallace, falou sobre a morte do marido. “Caleb faleceu pacificamente. Ele viverá para sempre em nossos corações e mentes”.




Manifestante morreu de Covid

Um dia antes, ela já havia dito que o marido não duraria muito porque seu estado era grave. Ele foi hospitalizado em 30 de julho e só piorou desde então. O homem morreu deixando três filhos.

O homem é o fundador do grupo Defensores da Liberdade San Angelo, responsável por uma manifestação. Na visão do grupo, o evento iria acabar com a ‘tirania da covid-19’. No mesmo mês em que foi hospitalizado, ele chegou a organizar uma manifestação. “Eles acreditavam que o coronavírus era uma farsa e achavam que o governo estava sendo pesado demais quando se tratava de máscaras”, disse a prefeita de San Angelo, Brenda Gunter, ao New York Times.





0 comentários:

Postar um comentário