segunda-feira, 23 de agosto de 2021

Apoiadores de Moro querem convencê-lo a disputar a presidência

 


Folha de S. PauloO ex-juiz Sérgio Moro, que foi declarado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal por perseguir judicialmente o ex-presidente Lula, o que abriu espaço para a ascensão do fascismo e o empobrecimento acelerado dos brasileiros, terá atos no dia 12 de setembro para disputar a presidência da República. "Apoiadores da candidatura de Sérgio Moro para a Presidência consideram o dia 12 de setembro o divisor de águas para convencê-lo a concorrer nas eleições de 2022. Na data ocorrerão manifestações em cidades como São Paulo por uma terceira via no pleito do ano que vem", informa a jornalista Mônica Bergamo.



“Queremos sensibilizar o coração e a mente do Moro”, diz o empresário curitibano Fábio Aguayo, amigo e idealizador de um movimento para eleger o ex-ministro. Na pesquisa XP/Ipespe, Moro (9%) aparece praticamente empatado com Ciro Gomes (10%) no terceiro lugar das intenções de voto em um dos cenários avaliados.





0 comentários:

Postar um comentário