GOLPE DURO PARA BURGUESADA: Lula foi capa do maior jornal francês e Papa Francisco se manifestou

A carta de Lula, direto da prisão, foi capa de destaque do mais importante jornal francês, o Le Monde.

Rússia e China: pesadelo dos EUA se torna realidade

A nova política dos EUA em relação à China está levando à aproximação entre Moscou e Pequim, comenta o analista russo Timofei Bordachev.

URGENTE: Lava Jato pode ter fraudado documentos para incriminar Lula; CONFIRA CÓPIAS!

Surgem novos documentos que podem comprovar o que declarou o deputado Sibá em um encontro realizado no último sábado (5).

Lula preso sem provas, Paulo Preto ''com cem milhões" solto. Justiça?

Se alguém do campo progressista ainda tinha dúvidas sobre o posicionamento político do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foram relembrados nesta sexta-feira, 11.

Engenheiros da Petrobrás dizem que política de preços de combustíveis beneficia grupos estrangeiros

A AEPET reafirma o que foi expresso no Editorial “Política de preços de Temer e Parente é ‘America First!’ “, de dezembro de 2017.

terça-feira, 31 de agosto de 2021

Em Uberlândia, Bolsonaro cita atos de 7 de setembro como 'nova Independência'

 


O Tempo- No Triângulo Mineiro, presidente aproveitou para criticar investimentos feitos em governos do PT no exterior



O presidente da República, Jair Bolsonaro, voltou a falar nos atos de 7 de Setembro, que acontecerão em São Paulo e Brasília em apoio ao seu governo, durante a visita que faz a Uberlândia, cidade do Triângulo Mineiro, nesta terça-feira (31), para uma obra de captação e tratamento de água na cidade. Durante seu discurso, o capitão fez referência a uma 'nova Independência' do Brasil.

"Muitos querem que eu tome certas medidas, e eu creio que vamos mudar o destino do Brasil dentro das quatro linhas da nossa Constituição. Não será levantando uma espada para cima e proclamando algumas palavras. No passado foi assim, hoje pela complexidade e pelo que está em jogo na nossa nação, será um pouco diferente. Mas teremos um outro 7 de setembro pela frente", disse o presidente.

Em outro momento, o presidente falou: "Nunca uma outra oportunidade para o povo brasileiro foi tão importante, ou será tão importante, quanto esse nosso próximo 7 de Setembro". 

O discurso foi feito durante inauguração da Estação de Tratamento de Água Capim Branco, onde ele fez referência às obras entregues pelo seu governo e criticou investimentos feitos em governos do PT no exterior.

O presidente também disse que Minas Gerais é sua segunda terra Natal, relembrando a facada sofrida durante sua campanha eleitoral em setembro de 2018, em Juiz de Fora. "Tenho recordações de Juiz de Fora. Foi um marco na minha vida e na vida do povo brasileiro. Imagine se eu tivesse partido, quem estaria no meu lugar? Os mesmos que assaltaram o Brasil por 14 anos", disse.


URGENTE: MPF PROCESSA UNIÃO POR DANOS CAUSADOS POR MORO NO GOLPE CONTRA DILMA E NAS ELEIÇÕES DE 2018


 Paulo Pimenta- Os procuradores da República Emanuel Ferreira e Camões Boaventura, do Ministério Público Federal (MPF) em Mossoró, no Rio Grande Norte, apresentaram nesta terça-feira (31) uma Ação Civil Pública contra a União por danos morais coletivos causados pela atuação do ex-juiz Sergio Moro na condução da Lava Jato que resultou na “manipulação judicial do processo de impeachment em 2016 e das eleições de 2018”. “Sérgio Moro apresentou comportamento que revela ‘sistemática atuação em violação à necessária separação entre as funções de julgar e investigar’ e praticou reiteradas ofensas contra o regime democrático”, diz o texto sobre a ação publicado no site do Ministério Público Federal.

Haddad: mídia conservadora ataca Lula contra regulamentação, mas tentaram tirar do ar Intercept, BBC e El País


Brasil 247O ex-prefeito de São Paulo e ex-candidato à Presidência Fernando Haddad colocou o dedo na ferida ao comentar os ataques da Folha de S.Paulo e O Globo às declarações do ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva a favor da modernização da regulação das mídias no Brasil nos moldes da Inglaterra.

Haddad ironizou a pretensa defesa da “liberdade de expressão” num tuíte na manhã desta terça-feira (31): “Você sabia que a Associação Nacional de Jornais, comandada por Folha e Globo, entrou no STF para tirar do ar a BBC Brasil, o The Inercept e o El País com base no art. 222 da CF?”

Veja:



Você sabia que a Associação Nacional de Jornais, comandada por @folha e @OGlobo_Br, entrou no STF para tirar do ar a @bbcbrasil, o @TheInterceptBr e o @elpais_brasil com base no art. 222 da CF?
10.3K
426
Share this Tweet




O artigo 222 da Constituição prevê: “A propriedade de empresa jornalística e de radiodifusão sonora e de sons e imagens é privativa de brasileiros natos ou naturalizados há mais de dez anos, aos quais caberá a responsabilidade por sua administração e orientação intelectual.”


Apesar da prescrição da Constituição que Globo e Folha agora defendem, a TV Globo só existe graças a um acordo com o grupo Time-Life no início dos anos 1960: “Em junho de 1962, Marinho passou a ser apoiado com milhões de dólares, num episódio que a emissora ainda hoje sustenta que se tratou apenas de “um contrato de cooperação técnica”. A realidade, fartamente documentada por Daniel Herz, em sua obra já clássica A história secreta da Rede Globo (1995), prova o contrário. Roberto Marinho e o grupo Time-Life contraíram um vínculo institucional de tal monta que os tornou sócios, o que era vedado pela Constituição brasileira. Foi este vínculo que assegurou à Globo o impulso financeiro, técnico e administrativo para alcançar o poderio que veio a ter” - leia reportagem de Ângela Carrato na RBA.

Da mesma maneira, a Folha de S.Paulo é hoje, de fato, propriedade de uma instituição com sócios estrangeiros e ações na Bolsa de Nova York, o PagSeguro.



Igreja Universal recebeu mais de R$ 100 milhões de “faraó” das criptomoedas, preso por esquema de pirâmide


 O Globo - Empresário foi preso na semana passada acusado em um esquema de pirâmide financeira com criptomoedas



Igreja Universal do Reino de Deus recebeu cerca de R$ 72,3 milhões, entre 4 de maio de 2020 a 12 de junho de 2021, em doações do ex-garçom e empresário de criptomoedas Glaidson Acácio dos Santos, dono da GAS Consultoria Bitcoin.

Receita Federal levantou que a igreja recebeu aproximadamente R$ 29 milhões entre 2018 e 2020, mas a própria Universal já confirma ter recebido valores ainda mais altos.




A Universal está incluída em uma lista de 27 empresas e pessoas físicas que receberam grandes doações da GAS e de Glaidson, preso na semana passada acusado em um esquema de pirâmide financeira com criptomoedas.

Segundo a igreja, Glaidson já foi pastor da entidade e colaborava, assim como outros fiéis, “com o sustento do templo” de Cabo Frio, na Região dos Lagos, onde ele frequentava os cultos.



A igreja entrou com ação judicial para antecipar provas, temendo ser “envolvida em crimes que não praticou, pelo simples fato de ter recebido, de boa-fé” doações do ex-garçom e empresário de criptomoedas.

De acordo com o jornal O Globo, antes de apresentar a ação de produção antecipada de provas, a Universal procurou Glaidson por meio de um pastor para cobrar explicações sobre a motivação das doações.

Investigados, organizadores do ato golpista de 7 de setembro tiveram reuniões no Planalto


UOL  - Investigados por organizar ato golpista de 7 de setembro tiveram duas reuniões no Palácio do Planalto.



Os encontros ocorreram na Secretaria Especial de Articulação Social do governo Bolsonaro.

A primeira sessão ocorreu em 10 de agosto e aparece na pauta de Gabriele Araújo com a pauta “Movimento Brasil Verde e Amarelo”.

Foram recebidos Antonio Galvan, presidente da Aprosoja, e um dos investigados no Supremo Tribunal Federal (STF).

Paula Boaventura, esposa do ruralista, e Fabrício Rosa, diretor-executivo da associação, também estiveram lá.




No dia seguinte (11), a secretária especial de Articulação Social se encontrou com outros três bolsonaristas.

Turíbio Torres, Juliano Martins e Zé Trovão (Marcos Antônio Pereira) estiveram no Planalto.

Os três foram alvos da Polícia Federal dias depois, segundo o UOL.

Quando chegaram a Brasília, dias antes, já publicavam fotos com ministros, deputados e até o irmão do presidente.

Investigados negam ter planejado ato golpista no Planalto

Questionados pela PF, eles negam ter planejado o ato golpista com funcionários do governo.



Os investigados pela corporação disseram que o encontro tratou de demandas dos caminhoneiros.

Eles ainda alegaram que foram ao encontro vinculados à CNTA (Confederação Nacional de Transportadores Autônomos).

A confederação, no entanto, nega ter conhecimento da reunião:

“Desconhecemos a agenda referida”.

A secretaria de Governo (Segov) alegou que foram discutidas pautas de interesse dos caminhoneiros”.





O que o terror em Araçatuba ensina sobre Jair Bolsonaro.

 


DCM-  Araçatuba é o tipo de guerra civil que Jair Bolsonaro vem preparando para o Brasil. Ele não quer o confronto de dois exércitos, um de esquerda e outro de direita. Quer a desestruturação social completa da sociedade para justificar a aplicação  da Defesa da Lei e da Ordem nos Estados, sob controle do Governo Federal, sem interferência dos governadores. A concordância dos governadores estava prevista num decreto de Dilma Roussef. Com uma canetada, pode ser retirada por ele.

A milícia que invadiu Araçatuba e espalhou o terror na cidade está armada até os dentes por conta de decisões de Bolsonaro, e atende, como outras, a suas  recomendações explícitas para que os radicais brasileiros do crime, organizado ou não, se armem livremente com arsenais moderníssimos de acesso facilitado a qualquer um pelo estímulo tributário do governo ao contrabando. A invasão não deveria ser uma surpresa. Já houve outras. Estão na agenda do presidente da República.




O confronto entre dois exércitos seria muito complicado. Os generais brasileiros não estão muito interessados. Para haver dois exércitos, seria necessária uma divisão explícita entre eles entre esquerda e direita. Poderiam perder o controle da situação. É melhor deixar o trabalho sujo nas mãos de milícias, traficantes, assaltantes de bancos, gente especializada em espalhar a insegurança social e a intranquilidade pública com bombas acionadas pelo deslocamento de pessoas.

São fuzis que deveriam ter sua comercialização sob o controle do Exército, mas Bolsonaro mandou destituir do posto o coronel da ativa que tinha essa missão. Demitiu também os três comandantes das Forças que sinalizaram não estar dispostos a ser vassalos de seus caprichos. Acontece que ninguém sabe direito a posição dos comandantes atuais que os substituíram. Sabemos, sim, que o ministro da Defesa é inconfiável. Chegou ameaçar o Congresso se não aprovasse o voto impresso.





Os céticos dirão que o Exército, influenciando as outras forças e seus membros ativos e inativos, foi um instrumento decisivo na eleição de Bolsonaro. Ele próprio o reconheceu, na presença de seu inspirador, o então comandante Villas Boas, na cerimônia de posse no Planalto. O cético, então, diria: Quem pariu Mateus que o embale! Parece, porém, que os mais exaltados no apoio ao projeto miliciano de Bolsonaro são os generais empoleirados no Planalto. Não têm tropas.

Daí que não há mesmo muita alternativa a não ser armar a ralé do povo para um confronto, não com um exército de esquerda, mas com a própria sociedade. É a estratégia de Hitler. E,curiosamente, segue uma linha de ação que revela Bolsonaro como um extremista de direita que se espelha no extremismo de esquerda na época da ditadura. Mesmo antes desta última, Brizola armou o povo gaúcho para garantir a posse de Jango. Na ditadura, parte da esquerda partiu para assaltos a bancos e guerrilha urbana e rural.




O ódio de Bolsonaro à esquerda não é uma questão política, é uma questão psicológica. Ele quer imitar a radicalização da esquerda pela radicalização da direita. É isso que alimenta seu ódio a tudo que, com ou sem razão, se refere à esquerda. Dessa forma, por qualquer desatenção a seus preconceitos, abandona aliados, salta de partido em partido, trai compromissos, e se recusa a apresentar qualquer iniciativa prática para resolver os graves problemas brasileiros,  fora do campo ideológico.

A história, para os marxistas, avança pelo conflito entre opostos, produzindo o novo.  Bolsonaro radicaliza esse conceito, porém, voltando no tempo. Seu herói é o torturador Ultra. Seu espelho são os assaltantes de banco e sequestradores de esquerda que fustigaram a ditadura militar, principalmente diante do desespero pela impossibilidade da luta contra o AI-5 no plano político. Espelha-se também em Leonel Brizola, que armou o povo gaúcho para garantir a posse de Goulart em 1961.



Siga lendo texto sobre o terror em Araçatuba

É por isso que deve ser levado a sério. Percebi o desequilíbrio psicológico de Bolsonaro, embora não seja psicanalista, menos de três meses depois de sua posse. Escrevi um artigo dizendo que Bolsonaro não tinha superego. Tinha só id, a fonte dos instintos animalescos, que se projeta direto no ego, sem controle moral do superego. Isso explica suas atitudes brutais e seu apelo constante ao ódio e à violência, e seu instinto selvagem que esconde um caráter medroso e covarde.




Sim, porque é um covarde. Só esmaga os fracos. Seu desespero diante do Supremo é porque se viu diante de uma força que não pode enfrentar sozinho. Daí o apelo à cumplicidade do Senado, cuja negativa em apoiá-lo o deixa em desespero ainda maior. Cada vez se vê mais sozinho. Sem ter no Exército uma cumplicidade garantida, apela para a PM, que lhe parece uma força bruta do mesmo nível de brutalidade que o seu. Odeia intelectuais e artistas porque têm a cultura que não tem.



Porque é um primitivo, muitos não veem como um perigo. Enganam-se. Quando liderou o levante da cervejaria de Munique que o levou à cadeia e depois à glória, também Hitler não foi levado a sério. E não era presidente da República, porém um simples aventureiro político radical, dominado pelo ódio a judeus, a homossexuais como ele mesmo, e a pobres em geral. Exatamente como Bolsonaro. Se não lhe forem cortadas as asas logo, voará livre sobre os cadáveres da democracia e de nós próprios.






O Brasil é, nesse momento, 5º lugar no quadro geral de medalhas das paraolimpíadas de Tóquio

 


O Brasil é, nesse momento, 5º lugar no quadro geral de medalhas das paraolimpíadas de Tóquio. Um resultado HISTÓRICO!


Parabéns a toda delegação! Parabéns aos nossos atletas! 🇧🇷✊

Conservador: Dono da RedeTV é flagrado curtindo vídeo pornô trans


DCM  - O empresário bolsonarista Marcelo de Carvalho, dono da RedeTV!, foi flagrado curtindo um vídeo pornô trans no Twitter.



Trata-se da última “curtida” feita em outubro de 2020. O vídeo é de uma criadora de conteúdo sexual no Onlyfans.

O interesse dos usuários na vida do empresário se deu após a deflagração da greve dos funcionários da RedeTV!.




Curtidas

O vídeo que a conta do empresário curtiu, a atriz aparece fazendo sexo oral no rapaz e a descrição diz: “Ela está quente! Essa garota trans joga duro.”

Além do conteúdo deles, a conta de Marcelo também já curtiu publicações do presidente Jair Bolsonaro, de Olavo de Carvalho, do palhaço Piriri, do veículo “O Antagonista” e dele mesmo. 


Confira a curtida abaixo:





Greve na RedeTV

Radialistas da RedeTV! aprovaram nesta segunda (30), em assembleia realizada no Sertesp (Sindicato dos trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão no Estado de São Paulo), uma greve na emissora a partir de 0h desta terça-feira (31).

Profissionais reclamam da falta de aumento salarial real e dos baixos salários pagos pela empresa. Essa informação foi confirmada pelo próprio Sertesp ao Noticias da TV. O SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Paulo) também apoia a greve e já começou a orientar seus filiados que trabalham na RedeTV! para que não façam dupla função.










segunda-feira, 30 de agosto de 2021

TSE avalia que existem condições técnicas para cassar a chapa Bolsonaro-Mourão


 Brasil 247O jornalista Lauro Jardim informa em sua coluna em O Globo que na avaliação do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) há condições técnicas para cassar a chapa Bolsonaro-Mourão. Os quatro processos que correm na Corte revelam que foram cometidas irregularidades durante a campanha eleitoral de 2018. 

Abuso de poder econômico e uso indevido das redes sociais se destacam entre as violações das leis cometidas pela campanha de Jair Bolsonaro. 

Atualmente, tramitam no TSE quatro ações eleitorais, conhecidas como Aije (Ações de Investigação Judicial Eleitoral), envolvendo a chapa Bolsonaro-Mourão. Elas apuram desde o uso fraudulento de nomes e CPFs de idosos para registrar chips de celular e garantir disparos em massa aos eleitores à existência de uma “estrutura piramidal de comunicação” para disseminar desinformação.



As novas provas de irregularidades cometidas pela chapa encabeçada por Bolsonaro foram compartilhadas com o TSE a partir de uma decisão proferida em julho pelo ministro Alexandre de Moraes, integrante do STF e da Corte eleitoral. Há indícios de que o material possa ter relação com as eleições passadas.  

Na avaliação do jornalista, entretanto, não existiriam as condições políticas para cassar a chapa.


Reinaldo Azevedo defende a prisão de Bolsonaro


Brasil 247  - O jornalista Reinaldo Azevedo reagiu à fala de Jair Bolsonaro em que ele afirmou que só lhe restam três alternativas: morrer, ser preso ou vencer em sua tentativa de implantar uma ditadura no Brasil, passando por cima dos demais poderes. Diante das opções colocadas por Bolsonaro, Reinaldo votou pela prisão. Confira:




Bolsonaro diz: a) morto; b) preso; c) vitorioso. Como a “vitória” supõe o golpe de estado, restam as outras duas. Não hesito um minuto ao votar: PRESO. Eu sei q “todo mundo morre um dia”. Mas, antes, a cadeia.
9.5K
482
Share this Tweet