quinta-feira, 4 de março de 2021

Presidente da Academia Brasileira de Letras defende professor censurado pelo governo Bolsonaro


 O acadêmico Marco Lucchesi, na condição de professor titular da faculdade de Letras da UFRJ há mais de 30 anos, mandará hoje um e-mail direcionado ao ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Manifestará apoio ao  professor Pedro Hallal, ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas, que teve que assinar um termo de conduta por criticar as ações do governo federal no combate à Covid-19.

Na mensagem, o imortal “repudia o ataque frontal a liberdade de cátedra e a todos aqueles envolvidos em um processo civilizacional”.



Fonte: Coluna de Ancelmo Gois no Globo:

0 comentários:

Postar um comentário