segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Empresa de urnas processa advogado de Trump em US$ 1,3 bilhão por fake news

 


A empresa norte-americana de urnas eleitorais, Dominion Voting, apresentou hoje um processo contra o advogado pessoal do ex-presidente Donald Trump, Rudolph Giuliani. A companhia está pedindo mais de U$ 1,3 bilhão (R$ 7,1 bilhões) em danos, sob a alegação de difamação por disseminação de notícias falsas sobre fraudes nas eleições presidenciais de 2020.


"Ele e seus aliados manufaturaram e disseminaram a "grande mentira", que como previsto, viralizou e enganou milhões de pessoas, levando-as a acreditar que a Dominion havia roubado seus votos e manipulado a eleição", alegaram os advogados da empresa.


"O dano aos negócios e à reputação da Dominion é sem precedentes e irreparável por causa da maneira fervorosa em que milhões de pessoas acreditam [na fraude nas eleições dos EUA]".


A Dominion alegou que não é considerada como segura pela população estadunidense e que os seus funcionários foram perseguidos. A empresa também acredita que por esses motivos, centenas de contratos que tem firmados estão em risco, o que pode gerar um prejuízos milionários.

Leia mais no UOL



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário