sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Xi Jinping anuncia "grande vitória" no alívio da pobreza na China

 


O presidente da China, Xi Jinping, declarou solenemente que o país socialista asiático conquistou "grande vitória" no combate à pobreza extrema. Por oito anos de trabalho ininterrupto, a China tirou da pobreza toda a população carente rural sob o padrão atual e quase 100 milhões de pessoas necessitadas se livraram da pobreza, disse Xi enquanto presidia uma reunião do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCCh, informa a Xinhua.

A China retirou todos os distritos pobres da lista de pobreza e erradicou a pobreza absoluta e a regional, disse Xi.

Desde o 18º Congresso Nacional do PCCh, o Comitê Central do PCCh colocou o alívio da pobreza em uma posição mais proeminente, adotou medidas significativas com originalidade e especialidade e lutou a maior e a mais vigorosa batalha da história humana contra a pobreza, avaliou Xi.


A vitória significativa no alívio da pobreza forneceu uma base sólida para alcançar o primeiro objetivo centenário e aumentou muito a sensação de realização, felicidade e segurança do povo, indicou Xi.

Durante os esforços de alívio da pobreza, o Comitê Central do PCCh manteve o conceito de colocar a população em primeiro lugar e tomou a garantia de uma sociedade moderadamente próspera para os pobres e as pessoas de todos os grupos étnicos como ponto de partida e objetivo final, segundo Xi.


Atualmente, o país ainda enfrenta problemas agudos causados pelo desenvolvimento desequilibrado e inadequado, bem como tarefas onerosas de consolidação e ampliação das conquistas de alívio da pobreza, segundo o encontro.


Na reunião esforços foram solicitados para manter as atuais políticas de apoio, suporte financeiro e assistência basicamente estáveis.


A China deve melhorar o mecanismo de monitoramento e assistência para evitar que as pessoas retornem à pobreza e continuar a acompanhar o desenvolvimento dos distritos, aldeias e pessoas que foram retirados da pobreza, observou a reunião.


Foram enfatizados esforços para garantir o emprego estável e melhorar a formação de habilidades profissionalizantes para as pessoas que foram tiradas da pobreza, em meio a movimentos para fortalecer a cooperação entre as regiões do leste e oeste para promover o emprego.


A China trabalhará para reforçar o apoio de acompanhamento às pessoas reassentadas para garantir que elas possam se estabelecer, permanecer empregadas e constantemente melhorar o padrão de vida, de acordo com a reunião.


Com o atual sistema de seguridade social fornecendo apoio básico, o país também ajudará as famílias com membros semi-aptos a encontrarem empregos nas proximidades, a ponto de garantir sua subsistência básica, observou a reunião.

Fonte: Brasil 247

0 comentários:

Postar um comentário