sábado, 27 de junho de 2020

Professor denuncia: 10% da dissertação de mestrado de Decotelli é plágio

Ele terá de se explicar mais uma vez

Depois de ser desmentido pela Universidade Nacional de Rosario (Argentina) sobre seu suposto título de doutorado, o novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, recebe acusação de plágio em sua dissertação de mestrado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).
Pelo Twitter, Thomas Conti, professor do Insper, destacou trechos do texto de Decotelli similares aos de um documento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) do Banrisul.
"Tinha tanta coisa parecida entre esse relatório da CVM e a dissertação que eu desisti de achar as partes iguais na mão e joguei em um software de detecção de plágio. Mais de 10% da dissertação de mestrado é cópia idêntica ao relatório da CVM. 4.200 palavras", aponta Conti.
Aqui o início da thread publicada no Twitter por Conti (clique nela para ver as outras mensagens):





Fonte: Conversa Afiada
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário