sábado, 7 de março de 2020

XP, de Guilherme Benchimol e do Itaú, será processada nos Estados Unidos por fraude contra investidores

Guilherme Benchimol, sócio-fundador da XP Investimentos Foto: Fábio Rossi / Arquivo O GLOBO

Advogado já reúne investidores lesados para ação coletiva. Revelação sobre fraude contábil da empresa que se tornou símbolo dos "farialimers" derrubou as ações. Recentemente, a empresa afastou a economista Zeina Latif, que pretendia alertar clientes sobre o mau desempenho da economia


Uma das maiores empresas de advocacia dos Estados Unidos, a Block & Leviton, já está recrutando fundos e investidores que foram prejudicados pela venda de ações da corretora brasileira XP nos Estados Unidos. O motivo: ontem foi revelado que a empresa, que é fruto de uma sociedade entre o empresário Guilherme Benchimol e o Itaú, cometeu fraude contábil e enganou os acionistas, o que fez com que as ações despencassem no dia de ontem.
A empresa também se envolveu numa polêmica recente, ao afastar de seus quadros a economista Zeina Latif, que pretendia criticar em seus relatórios a ausência de crescimento econômico no Brasil, com as políticas de Paulo Guedes – o que desagradou os principais sócios da empresa. Confira vídeo da TV 247 sobre o caso Zeina Latif e leia o comunicado do escritório de advocacia.


XP EUA: XP, Inc. Investigada por Fraude de Valores Mobiliários pela Block & L
XP INC ("XP-Q")
- XP, Inc. investigada por fraude de valores mobiliários pela Block & Leviton,


- Investidores que perderam dinheiro devem entrar em contato com a empresa
A empresa nacional de litígio de valores mobiliários Block & Leviton (www.blockesq.com) está investigando se a XP, Inc. (NASDAQ: XP) e alguns de seus executivos podem ter enganado os investidores. Os investidores que perderam dinheiro são incentivados a entrar em contato conosco para uma avaliação de caso gratuita.
A XP, uma das maiores corretoras do Brasil, foi aberta em 13 de dezembro de 2019 em uma oferta pública de US $ 1,96 bilhão. Em 6 de março de 2020, menos de três meses depois, a empresa de investimentos The Winkler Group publicou um breve relatório levantando sérias questões sobre a precisão dos dados financeiros da XP. Entre outras coisas, o relatório afirma que existem discrepâncias significativas entre as auditorias internas da XP e as demonstrações financeiras que a empresa forneceu aos investidores em seu prospecto de abertura de capital. Além disso, o relatório alega que a XP demitiu seu auditor depois que descobriu deficiências materiais nos controles internos da empresa.


"Os investidores têm o direito de confiar em documentos de ofertas precisos ao decidir investir em uma nova empresa. Essas alegações são muito preocupantes". disse Mark Delaney, o advogado da Block & Leviton que liderou a investigação.
Se você adquiriu ou adquiriu valores mobiliários da XP e tiver dúvidas sobre seus direitos legais ou possuir informações relevantes para esse assunto, entre em contato com o advogado Mark Delaney diretamente em (617) 398-5600, pelo e-mail mdelaney@blockesq.com , ou visitando https://shareholder.law/xp.
A Block & Leviton LLP é uma empresa dedicada a representar investidores e manter a integridade dos mercados financeiros do país. A empresa representa muitos dos maiores investidores institucionais e investidores individuais do país em litígios sobre valores mobiliários nos Estados Unidos. Seus advogados recuperaram bilhões de dólares para seus clientes.

Fonte: Brasil 247
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário